Pastor assembleiano é premiado no Senado Francês

Pastor assembleiano é premiado no Senado Francês

Atualizado: Quarta-feira, 19 Outubro de 2011 as 11:16

O economista Rubens Teixeira, diretor Financeiro e Administrativo da Transpetro, foi premiado com a Médaille de Vermeil de la Societé d’Encouragement au Progrès (Medalha Vermelha da Sociedade de Incentivo ao Progresso). A cerimônia foi realizada no último sábado (15/10) no Senado Francês, em Paris.

A premiação é realizada anualmente e recompensa personalidades que contribuem científica e intelectualmente para o progresso da sociedade globalizada. O objetivo do evento é reconhecer e divulgar o mérito dessas pessoas, premiando-as com medalhas ou diplomas a título honorário. São laureados profissionais da área de Ciência, Economia, Medicina, Educação, Arte, Segurança, dentre outros.

 “Num mundo em mudança, recompensamos todos os anos em uma cerimônia solene, pessoas (física ou jurídica) que, na vida pública ou civil, trabalham para o avanço da nossa sociedade em todas as áreas da vida”, destaca a Sociedade de Incentivo ao Progresso.

Durante a solenidade, Rubens Teixeira, que também é pastor da Assembleia de Deus e, atualmente, está escrevendo um livro em parceria com  o doutor William Douglas, colunista do CPAD News, com princípios bíblicos para o sucesso profissional, agradeceu, primeiramente, a Deus, e surpreendeu os presentes com o seu discurso de agradecimento em francês. Ele reconheceu a importância da Instituição centenária e ressaltou que a honraria é um incentivo para continuar trilhando o caminho da dedicação.

“Agradeço a Deus por esta oportunidade e sinto-me honrado e grato a esta nobre instituição que me empresta o seu prestígio nesta solenidade. Tenho feito um esforço muito grande para dar o melhor de mim em contribuição ao meu país e à humanidade”, declarou Rubens, suplicando as bênçãos de Deus a todos os presentes. "Que Deus abençoe a todos os presentes".

Entre os homenageados com a Médaille de Vermeil - Medalha Vermelha - esse ano, encontram-se os brasileiros Liane Mazaronne, médica, e o professor Hermínio da Silveira. Entre os demais agraciados, está o médico argentino Ignácio di Bartolo, já premiado com a medalha de ouro pela Academia Nacional de Medicina de Buenos Aires. O francês Jean - Claude Chermann foi um dos laureados nessa edição com a Medalha de Ouro. Chermann foi corresponsável pela descoberta do vírus da AIDS, posteriormente conhecido como HIV.

A Grande Medalha de Ouro, maior honraria da cerimônia, foi recebida pelo francês François d’Orcival – jornalista, cronista e editorialista, condecorado em 2007 pelo então presidente da França, Jacques Chirac, com a insígnia de cavaleiro da Legião de Honra.

Já receberam a Médaille de Vermeil personalidades como o empresário e jornalista Roberto Marinho, o cirurgião plástico Ivo Pitanguy e o senador Marcelo Crivella.

veja também