Pastor brasileiro compõe música para Barack Obama

Pastor brasileiro compõe música para Barack Obama

Atualizado: Quinta-feira, 12 Março de 2009 as 12

Desde que assumiu a presidência dos Estados Unidos, Barack Obama recebe mais e mais apelos por uma reforma imigratória justa. Quem tomou a iniciativa desta vez foi o Pastor Samuel Chaves da Igreja Shalom Pentecostal em Framingham, Massachusetts. O religioso compôs uma música pedindo ao presidente mudança nas leis de imigração.

Segundo o pastor, a composição aconteceu naturalmente, a partir de uma sugestão da esposa. Ele gostou da idéia e agora canta "Mr. President", na esperança de uma legalização para os cerca de 12 milhões de indocumentados.

Os fiéis da igreja dele e de outras duas gostaram da canção. Num ritmo que está mais para sertanejo do que o gospel, a música fala de esperanças em Deus e de um milagre. "É um sonho o qual precisamos acreditar que será para o bem de todos nós", explicou o pastor, dizendo ainda que algumas pessoas se divertem com a música.

Para o Pastor Samuel, "não tem nada demais" se a música chegar até os ouvidos de Obama. "Somos um povo livre na América, é uma terra boa para todos". Ele disse que ainda não recebeu críticas. Deixou claro que a intenção não é "colocar ninguém na parede", e sim expressar o sonho dos imigrantes, fazendo com que a decisão do governo venha de forma natural.

Canções imigratórias

Ordenado pastor há cerca de 7 meses e natural de Minas Gerais, Samuel Chaves iniciou a vida de louvor no Rio de Janeiro e veio para os EUA há 9 anos. A temática imigração não é nenhuma novidade no repertório dele. Em "Good, Good", descreveu o quanto os imigrantes se sentem perdidos por estarem numa terra de cultura e língua totalmente estranha. Finalmente, os imigrantes encontram a si mesmos e a Deus.

"Imicrente" (misto de crente imigrante) é outra música composta pelo pastor. Nela, Samuel fala dos cuidados que o imigrante deve ter ao dirigir, especialmente por não poder ter a tão sonhada carteira de motorista.

Com dois filhos de 22 e 24 anos e um neto, Samuel quer mesmo é transmitir alegria através da música, que o acompanha desde a adolescência. No Brasil gravou um LP (disco em vinil) e um CD. Já tem dois CDs gravados na América e planeja incluir "Mr. President" no próximo.

veja também