Pastor-candidato causa reboliço nos bastidores políticos do Maranhão

Pastor-candidato causa reboliço nos bastidores políticos do Maranhão

Atualizado: Quarta-feira, 5 Maio de 2010 as 3:10

Não é exclusividade de José Serra e Marina Silva, presidenciáveis do PSDB e do PV, respectivamente, a aproximação com a fatia do eleitorado formada por evangélicos. No Maranhão, o Partido Progressista, presidido regionalmente pelo deputado federal Waldir Maranhão, tem como pré-candidato ao Senado Federal ninguém menos que o Pastor Bel, conhecido líder da comunidade evangélica no estado que avançou rumo à miséria ao longo de duas nefastas dinastias: a comandada por Vitorino Freire (20 anos) e a chefiada por José Sarney (40 anos).

Após visitar mais de uma centena de cidades maranhenses, o Pastor Bel está com a fé reforçada para enfrentar as urnas em outubro próximo. Fora isso, os políticos locais externaram repentina preocupação durante o final de semana com a notícia publicada na última sexta-feira (30) pelo ucho.info, que destaca não apenas o fato de o escolhido pelos evangélicos maranhenses estar aglutinando novos simpatizantes a cada dia, mas especialmente a possibilidade de ele ser parte integrante de uma fórmula política capaz de decretar o fim do reinado sediado na Praia do Calhau. Traduzindo para o bom vernáculo, o Pastor Bel pode ajudar, e muito, a extirpar da história os pecados políticos da governadora Roseana Sarney, candidata à reeleição.

veja também