Pastor chinês é solto e pode aguardar julgamento em casa

Pastor chinês é solto e pode aguardar julgamento em casa

Atualizado: Quinta-feira, 17 Junho de 2010 as 2:43

A associação ChinaAid relata que Wang Dao, pastor da igreja Liangren, em Guangzhou, foi libertado no domingo, 13 de junho de 2010. Ele foi preso no dia 9 de maio.

"Ele foi preso, ameaçado de exílio e não pode se encontrar com seus advogados", conta um porta-voz da ChinaAid.

O representante disse que, às 19h de 13 de junho de 2010, o Escritório de Segurança Pública Municipal de Guangzhou permitiu que Wang Dao fosse para casa, aguardar seu julgamento.

A nova acusação contra ele é "de prejudicar os processos de compra nas administradoras de cartão de crédito". Essa é a quarta vez que as autoridades alteraram a acusação contra o pastor. Originalmente, ele foi preso sob a suspeita de "reunir pessoas para interromper a ordem pública".

O porta-voz da ChinaAid continua: "O pastor Wang dão disse que seu caso está fundamentado em nada além da perseguição religiosa. A Igreja Liangren, que ele pastoreia, também sofreu tratamentos injustos. Além de perderem seu pastor, eles foram forçados a cultuar fora do templo, dispersados em um culto no parque e expulsos de outro prédio alugado.

"O pastor Wang Dao agradece as igrejas, a comunidade internacional, os cristãos e os advogados que lutaram para que ele fosse solto."

Bob Fu, presidente da associação, disse: "Ficamos felizes com a decisão das autoridades de Guangdong de libertar o pastor Wang Dao após o clamor internacional em favor dele. Pedimos ao governo chinês que permita que o pastor Wang e os membros da igreja Liangren exercitem seu direito constitucional de liberdade religiosa".

"A associação China Aid une-se ao pastor Wang Dao e sua família para expressar gratidão por todo o apoio.  Vamos continuar orando pelo pastor e pela igreja Liangren."

Tradução: Missão Portas Abertas

veja também