Pastor comenta morte de famoso ateu Christopher Hitchens

Pastor comenta morte de famoso ateu Christopher Hitchens

Atualizado: Segunda-feira, 19 Dezembro de 2011 as 11:17

O jornalista britânico Christopher Hitchens, que era ateu e autor do livro: “Deus não existe”, morreu em Houston por causa de um câncer de esôfago, diz a agência EFE. Em agosto de 2010, foi noticiado nos meios de comunicação de que o ateu mais feroz do século XXI, Hitchens, tinha sido diagnosticado com câncer de esôfago e por isso ele tinha perdido rapidamente o cabelo, no entanto, nem a doença mortal tinha dobrado sua posição de negar a existência de Deus.

Em uma entrevista a CNN, Hitchens foi mais direto e expressou sua única forma de reconhecer sua fé em Cristo “só se estivesse muito doente, meio louco e não tiver controle do que dizer”   acrescentando ainda sem nenhum temor de que nem no leito de sua morte reconheceria Jesus Cristo como seu salvador, porque seria “algo tão patético.”

O momento da morte chegou a Hichens, e este mesmo câncer que matou o seu pai também lhe matou. Cristãos oravam para que ele vivesse e outros para que morresse

Em outubro de 2010, a situação critica do ateu, chamou a atenção dos cristãos, uns oravam para que Deus o curasse, mas porem outros para que ele morresse.

Embora as palavras positivas fossem encorajadoras para o ateu escritor, ele agradecia dizendo: “contanto que você não espere que eu me converta”.

Hitchens foi muito ofensivo para os cristãos, chegando a dizer que o Reverendo Billy Graham e a Madre Teresa “são fraudes”. O escritor anglo-indiano Salman Rushdie, disse que “grande voz tem sido silenciosa” e um “grande coração parou”.

Após ser diagnosticado, Hitchens disse aos cristãos para não incomodar o “céu surdo”, com suas orações por ele.

Portal Padom Com informações Noticias Cristiana

veja também