Pastor critica declarações sobre comportamento de Eliza Samudio

Pastor critica declarações sobre comportamento de Eliza Samudio

Atualizado: Quinta-feira, 8 Julho de 2010 as 10:11

A repercussão do suposto sequestro e assassinato de Eliza Samudio, que ganhou um novo contorno na última quarta-feira, 7 de julho, após o depoimento de um jovem que relata como o crime teria sido cruelmente executado, tem atingido a própria vítima. Imprensa e opinião pública tem ressaltado o fato de Eliza Samudio ter feito filme pornô.

"Por mais que Eliza fosse promíscua, nada justifica um fim desses. Nada justifica ter sido sequestrada e morta", disse o pastor Marcio de Souza.

Em seu blog, o pastor ressalta a barbaridade do crime, em que o corpo teria sido desossado e concretado, e as declarações classicadas como "inumanas" da opinião pública, "dignas de toda falta de misericórdia e típicas de pessoas devassas que mascaram suas falhas afrontando a reputação alheia".

"No caso de Eliza, as declarações são bombásticas. Gente falando que ela deveria mesmo ter esse fim porque era uma "vadia nojenta", gente alegando que um abismo chama outro abismo, outros dizendo que pra uma garota de programa e atriz de filme pornô a fim deve ser esse mesmo, todas essas declarações desporvidas de misericórdia e amor apontam pra uma coisa só, o julgamento antecipado de quem foi vítima de uma crueldade sem precedentes e mais, a condenação como veredicto", escreveu Marcio de Souza.

Recluso numa cela improvisada sede da Divisão de Homicídios do Rio (DH), na Zona Oeste do Rio, o goleiro Bruno, do Flamengo, é a principal suspeita de orquestrar o sequestro e assassinato de Eliza Samudio, sua ex-namorada.

Postado por: Felipe Pinheiro

veja também