Pastor da Malásia é raptado e está desaparecido há três semanas

Raymond foi investigado em 2011 depois de ser acusado de tentar converter os muçulmanos ao cristianismo.

fonte: Guiame, com informações do Christian Today

Atualizado: Sexta-feira, 3 Março de 2017 as 11:02

O filho apresentou um relatório para a polícia sobre a suspeita de que o pastor Raymond pode ter sido assassinado. (Foto: Change.org).
O filho apresentou um relatório para a polícia sobre a suspeita de que o pastor Raymond pode ter sido assassinado. (Foto: Change.org).

Um pastor da Malásia foi sequestrado por homens mascarados no dia 13 de fevereiro desse ano. O líder está desaparecido e sua família não tem qualquer notícia sobre ele. O filho de Raymond Koh Keng Joo, de 62 anos acredita que seu pai pode ter sido morto.

Ele apresentou um relatório para a polícia sobre a suspeita de que o pastor Raymond pode ter sido assassinado, de acordo com relatos de Free Malaysia Today.

Jonathan Koh diz que chegou à essa conclusão perturbadora com base no fato de que a família não recebeu nenhum pedido de resgate. Além disso há pouca informação sobre o paradeiro ou condição de seu pai.

A World Watch Monitor relata que, em 2011, o pastor Raymond foi investigado depois de ser acusado pelo Departamento Religioso Islâmico de Selangor de tentar converter os muçulmanos ao cristianismo, após um jantar para arrecadar fundos na Igreja Metodista Damansara Utama. Esse caso acabou sendo abandonado devido à falta de provas.

Apelo mundial

A esposa do pastor também é citada apelando para os sequestradores de seu marido para dar algumas informações. “Não sei o que está acontecendo. Apelo a quem o tenha levado que não o prejudique”, disse ela. “Ele é um bom marido, pai e pastor, que ajuda os pobres”, ressaltou.

Milhares assinaram uma petição on-line pedindo a localização do líder religioso. A Malásia é um país majoritariamente muçulmano e tem sido alvo de ataques contra os cristãos.

veja também