Pastor defende um cessar-fogo entre evangélicos e homossexuais

Pastor defende um cessar-fogo entre evangélicos e homossexuais

Atualizado: Sexta-feira, 30 Setembro de 2011 as 2:17

Com o objetivo de aumentar o diálogo entre Cristãos e homossexuais o pastor norte-americano, Andrew Marin, passou os útlimos 10 anos se reunindo com os frequentadores de um bar gay em Chicago.

Andrew trabalha para tentar fazer com que Cristãos e gays se reúnam para ter uma conversa franca sobre sexualidade e espiritualidade. Isso inclui a realização de reuniões quatro vezes por anos em Roscoe, um dos bares gays mais famosos dos Estados Unidos. O bar fica em Boystown, bairro de Chicago conhecido como reduto de gays, lésbicas, bissexuais e transgêneros (GLBT), de acordo com informações da BBC.

Tentando diminuir a desconfiança mútua entre Cristãos e homossexuais, Andrew Marin está levando seu ministério por todo o mundo e tem trabalhado com diferentes igrejas e países.

O pastor Marin já se tornou uma figura conhecida e já elaborou um curso voltado para igrejas que desejam abordar questões de sexualidade. Ele acredita que muitos Cristãos não entendem a complexidade dos versículos da Bíblia que mencionam a homossexualidade, mas reconhece que os gays muitas vezes são rápidos ao tentar desvalorizar o Cristianismo.

Marin conta que foi despertado para a questão quando ouviu de três de seus mais próximos amigos que eram homossexuais. Criado em uma família cristã conservadora, ele sentiu extrema dificuldade em lidar com o fato.

Depois de romper ligações com seus amigos, ele disse que Deus estava pedindo para voltar a ter contato com seus amigos e pedir perdão a eles.

Passou a morar com os amigos em Boystown e contou à BBC como foi criado seu atual ministério. "Nos três primeiros anos, eu era literalmente o único homem hétero da redondeza. As pessoas começaram a falar comigo sobre Deus, a igreja e a Bíblia. As pessoas faziam muitas perguntas sobre isso para mim".

Segundo a BBC, o projeto para a fundação que hoje atua em todo os Estados Unidos nasceu com essas conversas. Um dos aspectos mais incomuns do trabalho da Fundação Marin são os encontros onde pessoas de diferentes pontos de vista se reúnem para debater questões referentes a fé cristã e sexualidade. Alguns dos participantes são pessoas que abandonaram a igreja por causa de sua atitude em relação à homossexualidade.

A Fundação Marin acredita que a conversa educada e franca entre pessoas com diferentes opiniões é essencial para que os Cristãos tratem essas e outras questões sobre a sexualidade de uma forma mais eficaz.

O professor Mark Jordan, teólogo da Universidade de Harvard especialista no entendimento cristão da sexualidade, convocou um grupo internacional de estudiosos para tentar resolver o que ele chama de "impasse" nos debates atuais sobre religião e sexualidade. Ele sugere que pode ser hora de "uma espécie de cessar-fogo, em que podemos parar de gastar todas as nossas energias criticando uns aos outros o tempo todo", em declaração à BBC.

Para Andrew Marin algumas igrejas continuarão a se concentrar apenas na "cura" dos gays, enquanto outras simplesmente darão boas-vindas aos homossexuais. Segundo ele, essa é a crítica que ele mais ouve. O pastor Andrew insiste que deve ser permitido que os gays tenham a oportunidade de conhecer e abraçar o cristianismo.

veja também