Pastor destaca a importãncia da paternidade

Pastor destaca a importãncia da paternidade

Atualizado: Quarta-feira, 9 Fevereiro de 2011 as 9:16

O tradicional culto semanal no Palácio Paiaguás, nesta terça-feira (08.02), foi conduzido pelo pastor Robson Nery Crevelaro, da 1ª Igreja Bastista, de Várzea Grande. O pastor iniciou a preparação para oração final, com a leitura do Salmo 127, com ênfase ao versículo 2, para falar da paternidade.

“Se o Senhor não edificar a casa, em vão trabalham os que a edificam; se o Senhor não guardar a cidade, em vão vigia a sentinela. Inútil vos será levantar de madrugada, repousar tarde, comer o pão que penosamente granjeastes; aos seus amados ele o dá enquanto dormem. Herança do Senhor são os filhos; o fruto do ventre, seu galardão. Como flechas na mão do guerreiro, assim os filhos da mocidade. Feliz o homem que enche deles a sua aljava; não será envergonhado, quando pleitear com os inimigos à porta”. (Salmos, 127:1-5)

O pastor ressaltou com base no Salmo, que a “nossa vida depende de Deus, no que tange a vida espiritual”. Devemos sempre lembrar que, se Deus não estiver na nossa casa que erguemos, na família que constituímos, nada foi edificado será uma obra sólida. “Deus quer e precisa ser participe de nossas vidas”.

Para falar da importância da figura paterna dentro do lar, o pastor destacou o versículo 2, que diz “inútil será levantar de madrugada e repousar tarde”. “O pai, para dar uma escola de qualidade ao filho, para mantê-lo uma academia de inglês, levanta cedo e vai trabalhar e o filho está dormindo e quando volta à noite encontra o filho dormindo. Este pai não está praticando uma boa paternidade e está provocando um dano irreparável ao filho”. O pastor diz que a figura do pai na família é importante e a sociedade brasileira insiste em ser matriarcal, principalmente na região nordeste do país, na qual os homens abandonam o lar para trabalhar em outras cidades, outros estados. “Os filhos dessa família, por ausência da figura do pai, vai ter dificuldade com Deus”, disse. Para logo em seguida perguntar “qual a herança que estamos edificando para nossos filhos?”.

Na oração espontânea, o pastor pediu que Deus esteja nos acompanhando em todos os momentos, e que tudo que edificamos possamos contar com sua presença ao nosso lado, pois ele nunca nos abandona, como pai amoroso que é, pra fechar com a prece que o Cristo nos ensinou, que é o Pai Nosso. Estiveram presentes servidores e chefe do Gabinete do Governador, Sílvio Corrêa, servidores da Casa Civil, da Casa Militar e da Secretaria de Estado de Comunicação Social.  

veja também