Pastor é acusado de propaganda eleitoral antecipada

Pastor é acusado de propaganda eleitoral antecipada

Atualizado: Terça-feira, 13 Abril de 2010 as 12

O Ministério Público Eleitoral no Maranhão (MPE/MA), por meio do procurador-auxiliar eleitoral Juraci Guimarães Júnior, encaminhou ao Tribunal Regional Eleitoral (TRE) representação contra Francisco Fábio Silva Leite por propaganda eleitoral antecipada. Fábio Leite - que é pastor de uma igreja evangélica - estava fazendo campanha antecipada em praça pública para a governadora do estado.

De acordo com o MPE/MA, na noite do dia 17 de fevereiro deste ano, Fábio Leite discursou para cerca de 30 mil pessoas que estavam na Praça Maria Aragão, participando do encerramento da semana maranhense de retiros. Durante o discurso, ele fez apologia à reeleição da governadora, utilizando as seguintes palavras: ''Dr. Luciano leve para a governadora Roseana Sarney e diga: governadora, a senhora liberou R$ 200 mil agora em 2010, no próximo ano nós queremos meio milhão, queremos meio milhão''.

Segundo o procurador Juraci Guimarães, ''se nesse discurso de encerramento do ato evangélico o pastor apenas agradecesse ao apoio recebido pelo governo do estado e enaltecesse sua administração, não haveria a prática de qualquer propaganda eleitoral extemporânea. No entanto, ao fazer menção ao próximo ano, ele buscou levar ao conhecimento dos 30 mil presentes, que caso a governadora Roseana Sarney seja reeleita, o evento, que teve o apoio do governo de R$ 200 mil nesse ano, passará a ter de R$ 500 mil reais em 2011'', disse.

O MPE/MA quer que Fábio Leite responda à representação e que seja multado por propaganda eleitoral antecipada, como manda a lei.

veja também