Pastor é ameaçado de morte, mas livra fiéis de assalto ao invocar o nome de Jesus

Julius Zant conta que não conseguiu ficar parado ao ver que um ladrão estava fazendo ameaças a ele e às pessoas que estavam no culto.

fonte: Guiame, com informações do Christian Post

Atualizado: Sexta-feira, 15 Dezembro de 2017 as 12:23

Pastor Julius Zant é líder da Igreja Apostólica Nova Vida, em Maryland. (Foto: ABC 47)
Pastor Julius Zant é líder da Igreja Apostólica Nova Vida, em Maryland. (Foto: ABC 47)

O Dr. Julius Zant, um respeitado pastor e neurocirurgião aposentado do estado de Maryland foi atacado por um homem armado que ameaçou matá-lo dentro de uma igreja, enquanto ele conduzia um estudo bíblico com suas ovelhas na quinta-feira da semana passada. Apesar do perigo, o pastor reagiu ao ataque e se livrou da morte, invocando o nome de Jesus.

"Ele tinha aquele coldre preto e colocava a mão como se fosse sacar a arma. E ele estava exigindo nossas coisas, quando uma das senhoras tirou seu telefone e colocou sobre a mesa", disse Zant disse ao site 'ABC 47' sobre o ladrão, que ordenou que ele e seu rebanho entregassem seus telefones celulares e dinheiro e mataria a todos ali, caso não recebesse o que queria.

"Eu me levantei e disse: 'Não, não temos nada para te dar. Não vamos fazer isso'. Então eu andei até ele e disse: 'Saia daqui, em nome de Jesus", disse Zant.

O incidente ocorreu na Igreja Episcopal de St. Andrews. O líder da igreja, Rev. Robert Laws, disse ao Christian Post na última quinta-feira (14) que a congregação de Zant, a Igreja Apostólica  Nova Vida, aluga o espaço do templo para realizar as sessões semanais de estudo da Bíblia.

O pastor Zant relatou que após invocar o nome de Jesus e explicar que aquele momento se tratava de um estudo bíblico, a atitude do rapaz parecia mudar.

"Eu acho que quando eu disse a ele que estávamos aqui adorando a Deus, ele mudou. Seu comportamento mudou, e foi como se uma consciência chegasse a ele que talvez não fosse certo ele fazer aquilo", explicou Zant .

Apesar de ter recuado um pouco após o pastor invocar o nome de Jesus, o ladrão ainda tentou atacá-lo novamente.

"Ele não chegou a apontar a arma para a minha cabeça, mas tocou o meu pescoço com o cano do revólver, mas parecia confuso. Ele dizia que não queria fazer aquilo e eu respondia: 'Bem, então, não faça. Você não 'tem que fazer isso", explicou Zant. "Nessa situação, era uma questão mais ou menos de me colocar na brecha. As pessoas estavam sendo ameaçadas e eu apenas estava dando uma resposta à situação".

Após a reação calma do pastor, o assaltante acabou deixando o templo sem ferir ninguém.

Zant não foi encontrado para mais comentários na quinta-feira, mas o Rev. Laws disse ao Christian Post que o incidente não impediu a igreja e o pastor Zant de continuar com as reuniões de estudo bíblico, que voltaram a acontecer na última quinta-feira.

Ele explicou, no entanto, que a igreja reforçou a segurança e se reunirá com a secretaria de segurança pública na próxima quarta-feira para discutir como as igrejas podem melhorar sua segurança.

"Nós vamos nos encontrar com o xerife na próxima quarta-feira, [junto] com outras igrejas da cidade que quiserem vir. Ele vai nos falar sobre como manter as igrejas seguras. Ele vai oferecer um treinamento para atiradores ativos. No momento já começamos a trancar as portas e a ter um guarda na porta durante os cultos e outras programações", disse Laws.

 

veja também