Pastor e menina são assassinados por guerrilheiros na Colômbia

Pastor e menina são assassinados por guerrilheiros na Colômbia

Atualizado: Sexta-feira, 20 Maio de 2011 as 10:34

Uma garota de 14 anos e um pastor foram mortos pelas FARC’S (Forças Armadas Revolucionárias da Colômbia), em um ataque mortal contra cristãos na Colômbia, no começo de maio. Ambos eram membros da Igreja Adventista do Sétimo Dia. O pastor da igreja, Gualberto Nieves, deixou uma esposa e dois filhos.

A jovem de 14 anos, Mayerli Ninõ Blanco, foi morta na casa de cristãos no estado de Arauca e seus irmãos tiveram de andar cerca de três horas até um telefone em uma fazenda próxima, para avisar o pai, que estava viajando.

O pai da garota e o pastor Nieves imediatamente retornaram à fazenda, quando o pastor foi atingido no peito, morrendo instantaneamente. A esposa dele não aceita a perda, por isso ela e suas duas filhas acreditam que o pastor Nieves continua vivo.

Cristãos são alvos de ataques armados

Grupos armados ilegais como as FARC’S cometem esse tipo de ataque frequentemente, tendo como alvo pastores e cristãos em geral. Eles são forçados a parar de pregar, molestados, sequestrados e mortos.

No início do ano, outro pastor e sua filha foram assassinados por grupos paramilitares, do lado de fora de uma igreja evangélica, durante um culto numa manhã de domingo.

Entre 25 e 30 pastores colombianos são assassinados por grupos armados todo ano: já são mais de 300 pastores mortos desde 2000. Eles se tornam alvos de grupos amados ilegais, porque promovem a fé e um estilo de vida contrário aos valores e objetivos desses grupos.

Esse relato mostra a constante ameaça com as quais os cristãos colombianos se deparam e a importância de apoiar e dar suporte a pastores e cristãos diante da violenta perseguição que enfrentam no país.

Tradução: Marcelo Peixoto

veja também