Pastor evangélico evita suicidio em Maringá

Pastor evangélico evita suicidio em Maringá

Atualizado: Quinta-feira, 10 Novembro de 2011 as 8:51

Após mais de quatro horas, desceu da torre de telefonia o homem que estava ameçando se jogar de uma altura de cerca de 20 metros na Avenida Gastão Vidigal em Maringá na manhã desta quarta-feira (9). Segundo informações preliminares do Corpo de Bombeiros, o homem estaria ameaçando se jogar da torre, que fica nas proximidades da secretaria de Transportes de Maringá (Setran). Equipes dos Bombeiros estão no local em atendimento à ocorrência. Por volta das 14h15, o homem começou a descer.

O homem, que se identificou à Polícia Militar e ao Corpo de Bombeiros como José Carlos Conceição, de 29 anos, está a uma altura aproximada de 20 metros – a torre tem 80 metros.

Aos Bombeiros, Conceição disse que é de Salvador, tem quatro filhos e é fotógrafo. Além dos Bombeiros, o capitão Radamés da Polícia Militar (PM) e o pastor evangélico Jair Soares Júnior auxiliam nas negociações com o homem, que colocou uma corda no pescoço.

O pastor, que foi chamado para tentar ajudar, afirma que Conceição tem "conflitos com a sociedade e não tem apoio das pessoas".

Conceição exigiu conversar só com o comandante dos Bombeiros, com o capitão Radamés e exigiu a presença do vereador Belino Bravin (PP). Por volta das 12 horas, o vereador estava presente, e disse estar passando por acaso pelo local. Conforme descrição repassada pelos Bombeiros, Bravin acha que conhece o homem, que seria frequentador costumeiro do gabinete dele.

A situação teria começado quando um técnico teria chegado para fazer trabalhos na antena de telefonia, que é um lugar fechado por portão e cadeado, quando Conceição chegou com uma garrafa na mão, ameaçando o funcionário, dizendo que iria se cortar e que tinha o vírus HIV. Com medo, o técnico saiu correndo e avisou os Bombeiros, por volta das 10 horas.     Com informações do O Diário

veja também