Pastor lamenta ônibus incendiado em frente a seu colégio

Pastor lamenta ônibus incendiado em frente a seu colégio

Atualizado: Sexta-feira, 26 Novembro de 2010 as 9:02

Acostumada a buscar os netos diariamente no Colégio Batista, na Rua Bom Pastor, na Tijuca (Zona Norte do Rio), a dona de casa Andréia Rodrigues, de 64 anos, tomou um grande susto nesta quinta-feira.

"Ouvi um grande estrondo de dentro da escola – e quando fui ver um ônibus estava em chamas na rua. Os pneus estouraram ao pegarem fogo", afirmou.

De acordo com Andréia, pais de alunos viram seis garotos, com menos de 14 anos, divididos em duas motos, jogarem garrafas com combustível dentro no ônibus da linha 409. Moradora da Rua Uruguai, também na Tijuca, Zona Norte do Rio, ela conta que nunca havia passado por situação parecida.

"Os pais chegaram ao colégio a pé ou de táxi, ninguém arriscou sair de casa de carro. As ruas estavam vazias, só passavam viaturas da polícia", contou.

O diretor da escola, pastor Moisés de Oliveira, suspendeu as aulas nesta quinta-feira às 15h e não haverá expediente na sexta. Além disso, cerca de 900 alunos, dos 2 aos 18 anos, não poderão participar de um evento do colégio neste fim de semana.

"Apesar de o ônibus ter sido queimado em frente ao colégio, tive de manter a calma e controlar o nervosismo dos pais de alunos. Pedimos para reforçar a segurança nessa área e cancelamos uma apresentação de ginástica rítmica que ia acontecer no sábado", disse.

O pastor lamentou o incidente, mas elogiou o trabalho da Polícia Militar e do Corpo de Bombeiros.

"Eles agiram muito rápido e evitaram que a rede elétrica fosse prejudicada. Temia pela falta de luz, mas isso não aconteceu nem houve troca de tiros".

veja também