Pastor lança cartão de economia para cristãos em parceria com grandes estabelecimentos

Pastor lança cartão de economia para cristãos em parceria com grandes estabelecimentos

Atualizado: Quinta-feira, 20 Maio de 2010 as 11:19

Atento ao crescimento evangélico no Brasil, só na capital paulista a expectativa é de que 44 milhões (32%) de pessoas até o final de 2010 esteja relacionado à crença protestante , o pastor Luiz Carlos Lemos lançou na última terça-feira, 18 de maio, o cartão Amigo do Pastor - projeto que tem como objetivo oferecer descontos a pastores e membros de igrejas no comércio e redução do valor em consultas médicas particulares. "Esse é um cartão para fazer a diferença no mercado. Não é simplesmente um cartão; é um algo a mais para o povo de Deus", disse Lemos, fundador do empreendimento. O evento, apresentado por Samuel Modesto (diretor do Troféu Talento), teve participação de Mara Maravilha e pocket show de Adriana Cabral.

Com a pretensão de possibilitar uma qualidade de vida melhor, a iniciativa traz no programa de descontos três modalidade: cartão platina (consultas médicas gratuitas para pastores e dirigentes de congregações), cartão ouro (descontos para membros em consultas médicas particulares) e cartão prata (mesma função do cartão ouro para simpatizantes de igrejas evangélicas que não são convertidos, visando a evangelização).

"Nesse primeiro momento o cartão é de desconto e saúde. No segundo momento, seremos um cartão de crédito também", assegurou Lemos que espera incluir uma bandeira de crédito no Amigo do Pastor com um valor mais em conta na cobrança das faturas, sem os juros exorbitantes. "Precisamos ter uma demanda de cartões para exigir de uma bandeira que queira vir conosco por um preço diferenciado para nós", afirmou o empresário que, em entrevista ao GUIA-ME.com.br, acrescentou que espera daqui a quatro anos ter um banco que valorize o cliente evangélico.

"Teremos um banco em que chegaremos e seremos tratados com dignidade. Onde os nossos homens de Deus não serão desprezados porque tem nome de pastor. Chegaremos nesse banco e seremos respeitados pelo pouco que nós temos. Este é meu sonho e é isso que vamos buscar", apontou.

O cocktail ainda teve pocket shows com Adriana Cabral e Márcio José, os quais pretendem lançar ainda este ano novos trabalhos. Na opinião do tenor Márcio, o cartão deve ser entendido pelos cristãos como uma bênção. "Temos que ser crentes modernos. Deus nos deu a inteligência para que possamos utilizá-la da melhor forma. O cartão atende esse objetivo. É uma bênção que traz também a disciplina para o cristão. É uma ferramenta que pode ajudar nas economias", definiu o cantor que garantiu que fará a adesão do cartão-desconto.

Samuel Modesto (diretor do Troféu Talento) comandou o evento de

apresentação do Cartão Amigo do Pastor, em São Paulo.

Assim como o tenor, Adriana Cabral acredita no caráter abençoador do empreendimento caso o projeto seja compreendido em sua integridade pelo público. "Eu creio que vai ser uma nova visão para o povo de Deus. Eu achei interessante a questão dos descontos principalmente para quem mora distante do centro da cidade", compreendeu a recém contratada da gravadora Canzion, que brindou os convidados com a música Deserto, de seu novo CD que deve ser lançado em breve.

Convidada pela mãe, que fez aniversário no evento, Mara Maravilha garantiu que fará a adesão do cartão. "É muito inovador e é nisso que temos que acreditar", afirmou.

Entre os estabelecimentos que já estão com parceria oficialmente anunciada, estão as lojas Marabraz, AACD, escola de idiomas Wizard, entre outros.

Menos "Placa" e mais "Corpo"

A ideia do projeto nasceu em 1982, quando Luiz Carlos Lemos notou as necessidades dos pastores em regiões carentes do Brasil. "Por eles não terem a oportunidade nem mesmo de ir a um hospital público, isso me criou uma indignação muito grande", relembrou o empresário que passou a dedicar esforços na implantação da ideia a partir de 1994, ano em que teve contato com projetos semelhantes em outros países como Estados Unidos.

De acordo com Lemos, o principal obstáculo enfrentado para o desenvolvimento do Cartão Amigo do Pastor foi a mentalidade denominacional. "O problema é fazer a Igreja entender que somos Corpo de Cristo. Não podemos pensar em placa de igreja. Quando pensarmos assim, vamos ser fragmentados. Um projeto dessa envergadura não é para uma placa, é para o Corpo da Igreja de Jesus. Hoje, pela misericórdia de Deus, estamos conseguindo fazer essa junção", destacou o pastor não vê tal situação para que o projeto seja mal-sucedido. "Esse sucesso já está sedimentado. Isso é uma realidade, ele não está vivendo de um sonho. Hoje o cartão tem algo para oferecer", afirmou.

Hoje o Cartão Amigo do Pastor já possui mais de 8.500 consultórios médicos parceiros. Para aderir à iniciativa, é necessário pagar uma inscrição de R$ 10 e uma mensalidade de R$ 5. A pretensão é instalar terminais para consulta e pagamentos de boletos nas igrejas evangélicas. Outra parceria que deve ser anunciada em breve, que foi adiantada por Luís Lemos, é com o Grupo Pão de Açúcar e Carrefour. "Conseguimos mostrar para eles que se deixássemos de comprar um dia, uma grande rede de supermercados quebraria. Somos uma massa consumidora", observou Lemos.

Por Felipe Pinheiro

Fotos: Felipe Pinheiro

veja também