Pastor luterano alerta eleitor sobre "mensagens caluniosas" na internet

Pastor luterano alerta eleitor sobre "mensagens caluniosas" na internet

Atualizado: Segunda-feira, 18 Outubro de 2010 as 8:29

Em carta pastoral sob o título "Pelo fim da guerra santa nas eleições", o pastor presidente da Igreja Evangélica de Confissão Luterana no Brasil (IECLB), Walter Altmann, exorta o eleitor a não se deixar seduzir "por acusações oportunistas ou temáticas diversionistas, nem se deixar levar por emoções artificialmente induzidas".

Altmann remete à análise das propostas de governo da candidata Dilma Rousseff, do Partido dos Trabalhadores, e do candidato José Serra, do Partido da Social Democracia Brasileira (PSDB), pedindo a análise do eleitor se elas  avançam a justiça e a solidariedade no país, se são exequíveis ou apenas promessas de campanha.

A carta destaca que todas as tentativas de "sacralizar" o embate político ou de "satanizar" ou "demonizar" pessoas ou forças políticas adversárias é incompatível com a fé cristã. "Quem o faz deve se perguntar e ser questionado se não está sendo ele próprio instrumento da injustiça e do mal", afirma.

Nesta campanha, lembra o pastor presidente, desponta o abuso de mensagens transmitidas pela internet, meio que tem se revelado "como instrumento poderoso não apenas para a difusão de notícias e opiniões, bem como para análises da realidade, mas também, em larga medida, para disseminar calúnias e difamações".

Um princípio fundamental da Reforma, menciona Altmann, é o total respeito à consciência das pessoas e de suas próprias decisões de fé, "ainda que a Igreja deva proclamar sempre e em todos os lugares os valores da Palavra de Deus". A carta pastoral encerra com a admoestação: "Assim, decida cada qual em sua consciência."

veja também