Pastor luterano da Dinamarca opta por não sepultar idosa lésbica

Pastor se recusa a sepultar corpo de lésbica idosa

Atualizado: Quinta-feira, 17 Maio de 2012 as 9:10

Um pastor luterano de Northern Jutland, na Dinamarca, se recusou a sepultar o corpo de uma senhora de 74 anos por ela ter sido lésbica. 

Kirsten Østergaard, a filha dela, comentou o constrangimento: “Olhei para a parceira de minha mãe, e ela ficou em silêncio. Fiquei chateada por ela. Que situação terrível em que foi colocada.” 

A parceira da mãe de Østergaard tem 80 anos. As duas viveram juntas por 20 anos. 

Conforme noticiado no Paulopes Weblog, a família da falecida se queixou com o superior do pastor, que se mostrou arrependido. Ele disse que foi o maior erro que cometeu em sua vida e pediu perdão aos familiares do casal. 

Østergaard afirmou que o pastor se arrependeu provavelmente não por causa do mal-estar que causou nos familiares, mas pela repercussão que o caso teve na imprensa. "Ele se viu debaixo de holofotes negativos."

 

veja também