Pastor Márcio Valadão discute metas para a futura Belo Horizonte

Pastor Márcio Valadão discute metas para a futura Belo Horizonte

Atualizado: Sexta-feira, 1 Julho de 2011 as 3:22

Com a finalidade de apresentar e esclarecer os principais pontos do Plano Estratégico de Belo Horizonte, a cidade que queremos (no futuro próximo), é que a Prefeitura da Capital promoveu na manhã dessa quinta-feira (30/6), em sua Sede,  o Fórum Municipal de Assuntos Estratégicos de Belo Horizonte. 

Representantes dos mais diversos segmentos da sociedade belo-horizontina, estiveram reunidos para ouvir e opinar acerca dos projetos sugeridos pelo Plano Municipal, instituído pelo Decreto N. 14.373, de 15 de abril de 2011 e que tem por finalidade dar maior eficácia à gestão pública e possibilitar a projeção da cidade que se anseia para o futuro, especificamente, para uma Belo Horizonte que deseja-se ter em 2030. “Os desafios ainda são muitos em muitas áreas. Avançamos em muitos aspectos, e vejo que agora é uma ocasião adequada para darmos passos à frente. O planejamento estratégico tem sido traçado desde o início do mandato, em 2008. Queremos promover essa integração em prol de caminharmos para uma Belo Horizonte melhor. Meu anseio é daqui 10 meses termos já em mente um caminho traçado em prol desse objetivo”, afirmou o Prefeito de Belo Horizonte, Márcio Lacerda, na abertura da reunião.  O governo municipal acredita que por meio desse planejamento será possível “construir” a cidade ideal, por meio de ações efetivas de ajustes e implementações, com vista para a Gestão Estratégica, já implementada e atuante nas 12 áreas de resultados, em áreas tais como da saúde, educação, lazer etc, e a Gestão Compartilhada, que visa uma maior participação popular nas discussões e definição de prioridades, conforme ressaltou o Prefeito Lacerda, em determinado momento do Fórum. 

Mas o que seria a cidade ideal?

Em resposta às perguntas, Onde estamos e aonde poderemos chegar?; Aonde queremos chegar? Como chegaremos lá? e Por onde começar?, um cenário da BH 2030 foi traçado, recebendo o nome de Um Belo Horizonte, sendo caracterizado por uma concertação política e institucional, com redes metropolitanas sinérgicas e colaborativas e sintetizado em três aspectos fundamentais: Uma cidade de oportunidades, uma Cidade Sustentável, e uma Cidade com Qualidade de Vida, ou seja, uma cidade 

O pastor Márcio Valadão, um dos convidados a participar desse evento, viu o projeto como algo muito positivo e ressaltou a importância do planejamento, de se estabelecer metas: “Não há projetos, sem sonhos. Se não há metas, não há resultados”, e se disse otimista em relação a essa iniciativa, que para ele vai totalmente ao encontro do que Deus tem preparado não somente para Belo Horizonte, mas também para a nação brasileira. “Em certa ocasião estive em Cingapura e ali pude saber acerca de um projeto desenvolvimento estratégico para aquele país. Veja hoje o que é Cingapura”,  ressalta Márcio.

Essa primeira reunião foi o ponta pé para as demais discussões construtivas que estão por vir, a partir de agora, outras serão agendas em prol do desenvolvimento mais prático e efetivo do projeto. Grupos temáticos serão criados para facilitar a discussão das propostas para os encontros futuros, conforme informou a assessoria da PBH.

Acesse www.bhmetaseresultados.com.br e fique por dentro das notícias sobre o o Planejamento Estratégico por uma Belo Horizonte Melhor.   

Oremos ao Senhor em prol desse projeto e que Sua mão poderosa esteja sobre cada governante e agente social envolvidos direta ou indiretamente nesse sonho para BH. Deus tem conduzido pessoas em favor dos planos dele para BH. Você, ovelha da Lagoinha, há mais tempo, deve se lembrar das promessas e profecias do Senhor sobre a Cidade, em que tantas vezes foram entregues em reuniões, celebrações de fim de ano. Lembre-se, estamos rumo à 10% de BH para Jesus! Já pensou o que Deus pode fazer? A sua intercessão é fundamental!

Como a promessa descrita para Jerusalém em Isaías 62.7, que o Senhor estabeleça Belo Horizonte, por objeto de louvor na Terra. 

veja também