Pastores adventistas falam da tragédia no Japão

Pastores adventistas falam da tragédia no Japão

Atualizado: Sexta-feira, 11 Março de 2011 as 1:01

Forte terremoto seguido de tsunami no Japão, que atingiu especialmente a região nordeste do país asiático, deixou até a manhã desta sexta-feira, dia 11, segundo informações não oficiais, mais de 70 mortos e 244 feridos. O terremoto registrou 8,9 pontos na escala Richter e especialistas dizem que o Japão é um dos países que tem melhor preparo para tremores de terra. Mesmo assim, é considerado um dos piores desastres do gênero nos últimos anos.

Neste país, há dois pastores adventistas brasileiros que, desde o ocorrido, dão informações sobre o que ocorre na região. O pastor Moisés Antônio da Silva, que atende as comunidades brasileiras de Kikugawa e Hamamatus

(www.adventistanojapao.jp ), está desde 2002 no país. Ele avisou que está buscando maiores informações, mas os próprios contatos telefônicos com ele estão ruim. Já o pastor Flávio Inahara, que mora na provícia de Aichi-ken na cidade de Kariya (324 quilômetros da capital, Tóquio) explica que nesta região o tremor foi sentido com menor intensidade. Inahara afirmou, pelo Twitter, que as regiões mais afetadas foram Fukushima, Iwate, Aomori e Miyagi. “Muitos repórteres estão usando capacetes em suas transmissões, pois ainda há risco de novos tremores”, comentou o pastor. Há muitas regiões sem energia elétrica e com as comunicações difíceis.

O presidente da Igreja Adventista do Sétimo Dia na América do Sul, pastor Erton Köhler, pediu, em mensagem no Twitter, para que as pessoas “jejuem e orem  pelos afetados no terremoto do Japão. Entendemos a mensagem por trás dos terremotos: esperança”.

veja também