Pastores batistas se mobilizam para ajudar deslocados em confronto

Pastores batistas se mobilizam para ajudar deslocados em confronto

Atualizado: Sexta-feira, 4 Março de 2011 as 11:34

A Aliança Batista Mundial (BWA, sigla em inglês) informa que pelo menos 10 pessoas foram mortas, aproximadamente 2 mil casas foram queimadas e cerca de 50 mil pessoas se deslocaram em decorrência dos confrontos entre duas tribos no nordeste da Índia. Os batistas têm mobilizado recursos para ajudar os deslocados e as pessoas afetadas de outra maneira. Os distúrbios entre as tribos Garo e Raba começaram no dia 1° de janeiro, após um ataque contra um pastor Batista Garo em Megalaia. Ele foi atacado ao retornar de um casamento familiar no dia 22 de dezembro de 2010. “Muitas aldeias têm sido incendiadas e pessoas deixadas sem lar”, afirmou Wanne Garrey, da Convenção Batista Garo. Segundo ela, líderes da igreja estiveram “tentando fazer o melhor para acalmar a situação”.

Os incidentes aconteceram nas Colinas de Garo Leste, região de Megalaia, e no distrito de Goalpara de Assam. A região tem uma grande população batista. Grande parte do nordeste da Índia, incluindo os estados de Nagalândia, Mizoram e Manipur, tem significativas concentrações de cristãos batistas.

“A Convenção Batista de Garo deu início a um trabalho de socorro”, relatou Garrey. “É muito triste e muitos estão ainda vivendo em acampamentos de socorro temporário, em condição precária, embora alguns tenham conseguido retornar aos seus lares. A recuperação levará tempo, pois muitos perderam suas propriedades”.

A área foi colocada sob pesado toque de recolher por vários dias. Embora o toque de recolher tenha sido interrompido, a partir de então continuará em vigor a proibição de realização de assembleias de mais de cinco pessoas.

Esta complicada situação deve ser alvo de oração de todos.

Matéria publicada em O Jornal Batista

veja também