Pastores de Chapadão do Sul protestam contra desfile de carnaval

Pastores de Chapadão do Sul protestam contra desfile de carnaval

Atualizado: Sexta-feira, 18 Fevereiro de 2011 as 2:20

Posicionando-se oficialmente a respeito das festividades de Carnaval de Rua na cidade Chapadão do Sul (RS), a OPEC (Ordem dos Pastores Evangélicos de Chapadão do Sul) publicou uma carta aberta no Jornal O Correio.

Segundo a organização, durante tal festividade o "índice de acidentes, roubos, tráfico, prostituição e uso de drogas cresce em grande proporção" e se baseia em estatísticas para argumentar.

Confira abaixo o manifesto, na íntegra:

A OPEC - Ordem dos Pastores Evangélicos de Chapadão do Sul vem fazer conhecido e público o PROTESTO pelo Carnaval de Rua em Chapadão do Sul.

Já é provado com estatísticas publicadas que neste período que são de quatro dias o índice de acidentes, roubos, tráfico, prostituição e uso de drogas cresce em grande proporção. Em Chapadão do Sul, por fontes seguras, a informação é que o índice de acidentes, roubos, tráfico, uso de drogas, aumenta em 80%. A poluição sonora causa desconforto aos moradores das imediações (que pagam impostos) onde é realizado o evento. Considerando que o efetivo da PM (Policia Militar) é reforçado neste período, também o aumento de ocorrências atendido pelo Corpo de Bombeiros é acentuado devido o alto índice do uso de bebidas alcoólicas.

Também sabemos que neste período de carnaval, Chapadão do Sul recebe reforço militar, e mesmo assim a escala de revezamento dos militares é alterada. Devido ao barulho causado pelo Carnaval de Rua os policiais não conseguem descansar o suficiente e quando voltam para cumprir o revezamento ainda estão estressados pelo cansaço de um dia mal dormido e são obrigados a preservar o bom serviço em defesa da população.

Não sabemos se as autoridades que apóiam o Carnaval de Rua tiveram a curiosidade de passar pelas manhãs no local onde foi realizado o evento, caso não tenham tido esta curiosidade procurem informar-se, pois, a quantidade de preservativos e peças intima que são largados pelo chão e até pendurados pelas portas e portões dos moradores da circunvizinhança causam nojo, além de garrafas, copos e outros objetos.

Considerando que são liberadas verbas que poderiam ser destinadas ao melhoramento do município são jogadas no LIXO em apenas algumas horas de prazeres carnais e quando grupos cristãos solicitam transporte (ônibus) de fiéis para retiro espiritual são informados que por ordens superiores não podem ser atendidos, e, quando são atendidos, têm uma taxa (horas extras do motorista) a ser paga, enquanto o poder público libera verba para ser jogada no LIXO por algumas horas de prazer.

Os pastores filiados à OPEC assinam esta CARTA PÚBLICA EM PROTESTO pelo transtorno e prejuízos que o Carnaval traz à população em geral, principalmente na questão familiar e espiritual já que se trata de uma festa pagã e antibíblica.

Você que apoiou e liberou a “VERBA” para este evento, avaliou a sua “FÉ CRISTÔ consultou o “SEU DEUS”?

As estatísticas na quarta-feira, como sempre, vão para os arquivos do esquecimento e em 2012 é assinado novamente.

OPEC. Ordem dos Pastores Evangélicos em Chapadão do Sul.

veja também