Pastores pedem ajuda de batistas para Angra dos Reis

Pastores pedem ajuda de batistas para Angra dos Reis

Atualizado: Domingo, 10 Janeiro de 2010 as 12

O Brasil inteiro tem acompanhado com atenção e tristeza a tragédia que atingiu Angra dos Reis no início de 2010. Segundo as últimas informações, deslizamentos de terra provocados por chuvas já teriam feito pelo menos 52 vítimas fatais neste município, sendo 31 na Praia do Bananal (na Ilha Grande) e 21 no Morro da Carioca.

O Jornal Batista conversou com dois pastores que têm vivido de perto todo este drama, e que afirmam que os batistas brasileiros podem ser um instrumento de Deus para minorar a dor da população de Angra dos Reis.

O primeiro deles é o pastor Ezequias Amancio Marins, que atua na Igreja Batista Central em Japuíba. Ele conta que até mesmo uma família de sua comunidade ficou desabrigada: "Eles estavam reunidos em casas de parentes no dia 31 de dezembro e tiveram a sua casa recoberta de lama e pedra. Perderam praticamente tudo. Estão em casa de parentes, recebendo assistência da igreja. Tivemos outras casas (incluindo a minha) atingidas por inundações na altura da canela".

Já o pastor da Primeira Igreja Batista de Angra dos Reis, Edison Bezerra, afirmou que nenhum membro de sua igreja foi afetado no dia do desabamento. "Entretanto, temos 10 famílias que possuem casas em zona de risco e que foram obrigadas a desocuparem seus imóveis", afirmou.

Porém, o pastor da IB Central em Japuíba disse que mesmo em momento tão complicado a solidariedade não tem faltado. "Nossa igreja está se reunindo todas as noites dessa semana. Sei de outras igrejas que, como a nossa, servem de apoio para a coleta de alimentos. O sentimento das pessoas crentes é de dor, pois muitos perderam seus entes queridos. Os pastores sérios de nossa cidade estão motivados a ajudar. O fato é que as pessoas estão abertas para Deus. Todas estão muito tocadas. A ajuda está vindo das pessoas mais simples e isso nos toca. Ontem mesmo recebi R$ 1 de uma senhora muito pobre", afirmou.

A própria IB Cenral de Japuíba está mobilizada para ajudar a população. "Temos usado nossas dependências como centro de recolhimento de donativos, temos visitado as áreas atingidas, nossa conta tem recolhido doações do Brasil e dos Estados Unidos, temos cultos durante toda a semana. Enfim, nossos olhos estão atentos a essa situação toda. Estamos no 'olho do furacão'. Pode parecer algo muito presunçoso, mas temos orado para o Senhor reter as chuvas", afirmou o pastor.

Segundo o pastor Edison, a PIB de Angra também tem orado para que o Senhor afaste as chuvas da região de Angra: "Temos orado diariamente para que não chova. Deus tem afastado a chuva do centro da cidade. O povo de Deus está mobilizado na oração e na ajuda".

No entanto, Ezequias entende que as necessidades ainda são muito grandes para apenas a sua igreja dar conta sozinha.

"Estou aqui a espera da solidariedade do povo batista. Precisamos de recursos financeiros para comprarmos os kits de mantimentos. Há muitas roupas, pois é bem mais fácil para as pessoas doarem", concluiu.

Posição semelhante tem o pastor Edison, que diz que agora é necessária uma ajuda mais consistente: "Na área de reconstrução de casas e também nas ações emergenciais por conta do tipo de acidente que aconteceu".

Quem desejar ajudar a população de Angra através da IB Central de Japuíba pode fazer contato com o pastor Ezequias através dos telefones

(24) 3377-5560, (24) 3367-0741 e (24) 9813-4716.

Já para ajudar através da PIB de Angra o contato deve ser com o pastor Edison através dos telefones (24) 7835-5008, (24) 9207-2784 e (24) 3367-1307.

Postado por: Felipe Pinheiro

veja também