PC com peças de dez anos de idade é vendido como "CPU Gospel"

PC com peças de dez anos de idade é vendido como "CPU Gospel"

Atualizado: Sexta-feira, 6 Março de 2009 as 12

Diversos blogs nacionais encontraram na última quarta-feira, dia 4 de março, um produto um tanto suspeito na loja virtual do Submarino: o computador Gospel. Suspeito porque, além de não ter foto, o PC Gospel é uma máquina montada com peças ultrapassadas. O produto é oferecido pelo valor de R$ 929.

Segundo o site BR-Linux, a máquina anunciada é um PC remanufaturado com peças de 1998. O sistema operacional é o Linux.

Na descrição do produto (tinyurl.com/d4gtv5), ainda no site do Submarino, o equipamento é ligado à igreja evangélica Renascer, que aponta como fabricante a PLANAC, e cita entre os recursos bíblia online, discador iGospel e a oportunidade de ajudar nas obras da Fundação Renascer.

Também de acordo com a descrição, o PC é destinado aos iniciantes em informática que "não precisam de equipamentos de última geração".

O blog "Uma visão do mundo" compara o computador PC Gospel ao Positivo Plus F158.

Enquanto o PC Gospel vem com um processador K6-2 de 400 MHz, o Positivo é equipado com um Celeron de 1,8 GHz. Se levarmos em conta apenas a freqüência de operação, o micro mais novo é cerca de 500% mais rápido - mas, devido ao avanço tecnológico, o ganho de velocidade é bem maior, de quase 1.000% (mil por cento, ou cerca de dez vezes mais rápido).

Todos os outros componentes também são expressivamente mais modestos no Gospel PC (64 MB de memória RAM contra 512 MB no Positivo, disco rígido de apenas 10 GB contra 80 GB no micro mais novo, oito vezes mais espaço). Além disso, a máquina da Positivo vem com o sistema operacional Windows Vista legal e pré-instalado, um benefício para usuários novatos e não adaptados ao Linux. Mesmo assim, o PC Gospel é R$ 130 mais caro: o Positivo Plus F158 custa R$ 799 nas Casas Bahia.

Por menos de R$ 900, é possivel comprar um Netbook como o Positivo Mobo, que é muito mais poderoso que a máquina sendo vendida e, ainda assim, extremamente portátil.

Procuramos informações no site da Igreja Renascer, mas não encontramos nenhuma. Enquanto escrevíamos esta nota, a oferta do Submarino ainda estava no ar. Em contato com a Televendas do site, um atendente afirmou nunca ter visto a página do produto e não saber se a máquina era boa ou não. 

Na loja virtual da Planac, o computador não é listado, e em contato com a empresa descobrimos que o aparelho, que trazia um ano de garantia e era feito com peças remanufaturadas, não está sendo mais vendido - embora, como dissemos, a oferta continuasse no ar.

Nos comentários inseridos por clientes do Submarino aos produtos, os usuários não se importaram com o lado supostamente filantrópico da oferta. Todos os comentários, em formato de "tags", tentam avisar aos possíveis interessados de que a máquina está muito mais cara que produtos de melhor qualidade e mais avanço tecnológico. Algumas das "tags" são impublicáveis mas, dentre as menos ofensivas, estão "roubo", "vergonha", "sucata", "pecado" e "ehumaciladabino".

Escrito por: Por Rodrigo Martin de Macedo

veja também