P.E.A.C.E, um plano para transformar o mundo

P.E.A.C.E, um plano para transformar o mundo

Atualizado: Quinta-feira, 24 Julho de 2008 as 12

Iniciativa global criada por Rick Warren planeja mobilizar a igreja na luta contra os cinco gigantes mundiais.

Por Myrian Rosário

Durante conferência realizada em São Paulo, no último dia 21 de julho, o pastor norte-americano Rick Warren, autor dos best sellers "Uma Vida Com Propósitos" e "Uma Igreja com Propósitos", apresentou o Plano PEACE, que pretende mobilizar a igreja contra os cinco gigantes mundiais da atualidade. "Eu estava na África, há seis anos, e Deus me revelou esses cinco gigantes e a estratégia a ser usada para vencê-los", revela.

Os gigantes são:

1. Vazio espiritual: "As pessoas ao redor do mundo estão procurando um propósito, um significado para as suas vidas. Queremos ajudar a preencher esse vazio espiritual", diz Warren.

2. Liderança egocêntrica: "Em todos os cantos do mundo, há líderes que, em vez de colocarem suas vidas para abençoar os outros, esperam que os outros dêem a vida por eles. Líderes assim não sabem o que é influência. O grande problema é que todos nós queremos que sirvam a nós".

3. Pobreza: "Em Ruanda, o salário médio é de um real por dia. Lá há muitas plantações de café e um homem que trabalha durante um dia inteiro no plantio de café, no final do expediente, não consegue comprar uma xícara de café com o dinheiro que ganhou", calcula Rick Warren, que desenvolve projetos sociais em Ruanda.

4. Doenças: "Milhões de pessoas sofrem com doenças para as quais a cura já foi descoberta há anos. Em muitos países, muitos ainda sofrem com malária. Por que essa doença não é eliminada em todos os países?", indaga Warren. "Porque não temos a liderança necessária para dizer 'basta!'. É hora de a igreja ser igreja", conclama.

5. Analfabetismo: "Metade do mundo não consegue ler ou escrever. Como essas pessoas vão prosperar no século 21", questiona o pastor mais influente da atualidade.

"Todos esses problemas são tão grandes que é fácil ficar deprimido ao pensar neles", raciocina o autor de "Uma Vida Com Propósitos". "Só há um grupo no mundo capaz de enfrentar esses problemas: a igreja".

A força da igreja

Warren lembra que uma em cada três pessoas no planeta se declara seguidora de Jesus Cristo. "A igreja cristã, com todas as suas expressões, é a maior organização do mundo. A igreja está presente em mais lugares e fala mais línguas que a Nações Unidas. A igreja não é um gatinho com medo da sombra. A igreja é um leão que não tem medo de nada. Quando aprendemos a amar uns aos outros, ninguém detém o que podemos fazer", conclui Rick Waren.

O pastor norte-americano conta que foi convidado a participar do Fórum da Economia Mundial, em Davos. Ele era um dos dois únicos líderes espirituais presentes ao evento. "Eles ficavam o tempo todo falando como o governo e a iniciativa privada precisavam se unir para resolver os problemas do mundo", lembra. "Na minha palestra, eu disse: vocês estão perdendo a parte mais importante. Vocês não podem fazer o que querem fazer sem a igreja".

O autor de best sellers usa um banquinho para exemplificar a cooperação necessária para vencer os cinco gigantes mundiais. "É preciso três pernas. O governo tem que manter a segurança, a liberdade, fazer estradas, promover oportunidades para que o cidadão possa prosperar. A iniciativa privada precisa investir dinheiro para criar novos empregos. E a igreja tem muitas atribuições que o governo e as empresas nunca terão. A igreja está presente em todos os lugares, tem uma distribuição universal, já era globalizada há dois mil anos, tem mais voluntários do que qualquer outro grupo. Todos os governos e todas as empresas juntas não têm o número de voluntários que a igreja tem. A igreja é um exemplo de amor e compaixão e os pastores contam com credibilidade que os governos e empresas não têm. Os pastores se importam com as pessoas, amam, servem, estão presentes em todos os momentos da vida das suas ovelhas e o povo confia neles", argumenta Warren.

O modelo de Jesus

"Jesus tinha um modelo de ministério e disse que estava dando esse modelo a nós", lembra. "Se fizermos o mesmo que Jesus fez na terra, teremos sucesso", diz Rick Warren, enumerando as soluções para vencer os cinco gigantes mundiais. As iniciais de cada uma das cinco ações formam o acróstico P.E.A.C.E.

1. Promover a reconciliação: "Restaurar os relacionamentos, promover a reconciliação do homem com Deus e uns com os outros. O grande mandamento é amar a Deus sobre todas as coisas e ao próximo como a nós mesmos. Essa é a prinmeira mensagem que temos que levar ao redor do mundo. A reconciliação é o antídoto para o vazio espiritual".

2. Equipar líderes servos: "Exatamente como Jesus treinou. Primeiro ele disse: 'vem e vê'. Depois ele os mandou fazer enquanto ele observava e, finalmente, os enviou".

3. Assistir aos pobres: "Há mais de dois mil versículos sobre os pobres na Bíblia. Deus ama os pobres e está observando o nosso amor por eles. A igreja que cuidar dos pobres será abençoada".

4. Curar os doentes: "Um terço do ministério de Jesus era de cura. Ele não cuidava só da alma, ele também cuidava do corpo físico das pessoas. Em muitos países do mundo, o primeiro hospital e a primeira escola foram abertos por cristãos".

5. Educar a próxima geração: "Jesus era um professor. Ele se preocupava com as crianças. Era o grande médico que ensinava. Se você quer realizar o reino de Deus, você precisa se preocupar com as criança".

Warren diz que nos últimos cem anos, as mãos e pés da igreja estavam cortados. "Ouvimos e falamos muito. É hora de restaurar o corpo de Cristo. Não é suficiente só proclamar o evangelho, temos que fazer boas obras". A igreja Saddleback, pastoreada por Rick Warren, começou a desenvolver o Plano PEACE há quatro anos e já envolveu mais de oito mil membros, que viajaram até os confins da terra para praticar o plano, em 68 países. "Nós precisamos de um avivamento no mundo. Por que não começar por São Paulo?", desafiou Warren.

veja também