Pesquisa revela que maioria dos evangélicos aceita o sexo oral no casamento

Pesquisa revela que maioria dos evangélicos aceita o sexo oral no casamento

Atualizado: Sexta-feira, 3 Junho de 2011 as 8:51

Apesar de se falar mais sobre ele o sexo continua sendo um tabu para muitos evangélicos, assunto restrito a gabinetes pastorais e pouco debatido entre pais e filhos cristãos a sexualidade trás grandes questionamentos e muitas dúvidas e o resultado disso é que trabalhos inimagináveis há algumas décadas têm sido realizados entre a comunidade evangélica, levando os crentes a mostrar a cara e a falar claramente sobre suas preferências, dificuldades e práticas de alcova. O mais recente deles é a pesquisa de opinião O crente e o sexo.

Publicada pela revista Cristianismo hoje, a pesquisa foi uma parceria com a empresa Akna Software, especializada em marketing digital, e o portal e revista cristã Genizah, o Bepec teve acesso a mais de 1,5 milhão de endereços eletrônicos de evangélicos, sendo que o instrumento de coleta foi mandado para cerca de 71,5 mil destinatários. Por questão de metodologia, apenas o grupo-alvo dos evangélicos casados foi totalizado neste primeiro momento. Um universo amplo, representando diferentes regiões do país e classes sociais, bem como oito grandes grupos de confissões, incluindo igrejas tradicionais, pentecostais e neopentecostais e denominações de grande porte, como Batista e Assembleia de Deus.

O Guiame separou alguns trechos do resultado. Confira:

25% dos homens crentes casados que já traíram a mulher

56% dos pesquisados do sexo masculino tenham praticado sexo com o futuro cônjuge antes do casamento

44,5%  dos casais crentes, envolvimento com homossexualismo e uso de pornografia

24,68% dos homens admitiram a pulada de cerca

12% das casadas evangélicas caíram em adultério

38% dos que responderam a pesquisa – lembrando que foram 56% de homens e 44% de mulheres – disseram que “vale tudo” no quarto conjugal

Mais de 80% concordam com a masturbação mútua e sexo oral

Por Pollyanna Mattos

WWW.guiame.com.br  

veja também