"Pessoas são ‘vomitadas’ da terra quando vivem contra a lei de Deus", diz pastor

Atualizado: Sexta-feira, 20 Abril de 2018 as 12:28

Com o passar dos anos podemos ver que cada vez mais nações enfrentam problemas com catástrofes naturais, pobreza extrema, e outros problemas que deixam aquela terra inabitável. Para o pastor Gustavo Bessa, esse acontecimento não deve ser visto apenas pela ótica natural, mas devemos atentar para a visão espiritual.

“Qual é a Bíblia que Jesus lia? Era o Antigo Testamento. E no Antigo Testamento, nós encontramos muito sobre a história de Israel, mas também sobre as leis e estatutos que Deus deixou para o povo de Israel, para que eles pudessem habitar em paz na terra. Uma palavra muito forte é essa que encontramos em Levíticos”, cita o pastor.

O versículo diz no capítulo 20, versículo 22: “Guardareis, pois, todos os meus estatutos e todos os meus preceitos, e os cumprireis; a fim de que a terra, para a qual eu vos levo, para nela morardes, não vos vomite”.

Gustavo continua: “Deus fala que é possível que a terra vomite seus moradores. Em algumas viagens eu visitei regiões do Brasil que se tornaram regiões desertas. Eram cidades fantasmas, cidade onde haviam casas, ruas e estruturas. Mas não havia pessoas. As pessoas saíram dessas cidades, abandonaram suas casas, foram vomitadas da terra. Isso acontece quando as pessoas começam a viver contra a lei de Deus, quando elas começam a viver contra os princípios da Palavra de Deus”, salienta.

“A terra se torna tão enfastiada dessas pessoas, tão cheia de revolta dessas pessoas que a própria terra os expulsa dali. Existem muitos lugares onde se vive essa situação. As crises econômicas, as catástrofes climáticas, tudo isso são expressões de como a terra começa a se voltar contra o ser humano. Não podemos ver essas situações de uma perspectiva natural simplesmente, não são apenas medidas do governo”, ele comenta.

“As ações do homem influenciam nas mudanças climáticas, mas existe também uma ação espiritual. Uma terra que se revolta contra os seus habitantes. Nós temos visto isso em muitos lugares do mundo. Hoje, por exemplo, a Venezuela vive uma situação assim. Os moradores estão fugindo dali por causa dos mandos e desmandos do governo. Os absurdos que tem acontecido ali. Hoje, o Brasil passa por uma situação parecida”, destaca.

“Pessoas estão fugindo do Brasil por causa de guerra que se vê nas cidades, violência e por causa da corrupção. Em nações do Oriente Médio e norte da África parece que a terra está expulsando seus moradores por causa da prática dos moradores da terra”.

Gustavo cita II Crônicas 7:14 como um “remédio” para esta situação. O versículo diz: “E se o meu povo, que se chama pelo meu nome, se humilhar, e orar, e buscar a minha face e se converter dos seus maus caminhos, então eu ouvirei dos céus, e perdoarei os seus pecados, e sararei a sua terra”.

“Existe um momento onde todos nós precisamos nos voltar para o Senhor, quer estejamos na terra, quer estejamos na diáspora. Aqueles que se encontram na diáspora devem fazer como Daniel, orar pela terra. Aqueles que se encontram na própria terra devem orar, se arrepender e buscar o Senhor para que a terra seja sarada. E ao invés de vomitar os habitantes da terra, venha acolher as pessoas. Não devemos olhar com olhos naturais as crises econômicas, sociais. Mas, devemos olhar com os olhos espirituais e orar pela terra para que Deus sare as nações”, finalizou.

veja também