Poder Positivo de Cristo

Poder Positivo de Cristo

Atualizado: Terça-feira, 29 Março de 2011 as 10:07

Milhões de pessoas já ouviram falar de um livro chamado “O Poder do Pensamento Positivo”. Seu autor, Norman Vincent Peale, ficou conhecido em todo o mundo como “pai do pensamento positivo”. Poucas pessoas, entretanto, sabem que ele foi um homem de Deus, cristão e ministro fervoroso da Palavra. Lembro com saudade do meu pai lendo o famoso livro do Dr. Peale, em voz alta, para que eu pudesse acompanhar e aprender as primeiras letras. Quantas vezes adormeci ao som daquelas palavras de encorajamento e otimismo. Na época em que conheci o Dr. Peale ele já estava com mais de 90 anos. Foi quando descobri que a razão de tanta força e vontade de viver estava na fé genuína que ele depositava em Jesus.

Ele dizia que antes de morrer gostaria de testemunhar sua fé cristã ao mundo todo, pois muitos o consideravam apenas um “vendedor de princípios de auto-ajuda” e isso o incomodava. Pouco tempo depois de lançar este livro, revelando ao mundo seu amor por Cristo e os segredos do seu otimismo inabalável, o Dr. Peale morreu tranqüilamente em seu sítio, cercado pelo amor de muitos amigos e familiares. Senti que deveria dar minha contribuição para o cumprimento de um dos últimos sonhos do Dr. Peale: testemunhar ao mundo que Jesus é a razão máxima do otimismo indestrutível. Hoje é um daqueles dias em que o editor – quase sempre uma figura anônima – comemora o brilho da sua vocação e se sente recompensado por seu labor. Pois tem a honra de colocar nas mãos do leitor a obra prima de um homem notável. Que fez questão de render glórias a seu Salvador e Senhor: Jesus Cristo. Oswaldo Paião

Este livro é meu humilde tributo ao Senhor Jesus Cristo. Eu gostaria que fosse minha obra mais digna, pois um tributo a Ele deveria ter qualidade máxima. Contudo, com todas as minhas imperfeições, este livro é minha simples e sincera oferta de amor ao nosso amado Salvador e Senhor Jesus Cristo, que tanto fez por mim na vida terrena e em quem confio plenamente para gozar a vida eterna. Norman Vincent Peale

veja também