Polícia liberta 25 cristãos mediante pagamento de alta fiança

Polícia liberta 25 cristãos mediante pagamento de alta fiança

Atualizado: Terça-feira, 10 Junho de 2008 as 12

Dois grupos de cristãos que estavam detidos foram soltos na Eritréia, de acordo com a agência de notícias "Compass Direct". Dez membros da Igreja do Deus Vivo, denominação dissidente da Igreja Ortodoxa Eritréia, foram libertados depois de ficarem três meses presos na delegacia de polícia de Mendefera.

Segundo relatos, outras 15 pessoas, membros da Igreja Kale Hiwot, que estavam presas na delegacia de polícia de Keren, também foram soltas.

Todos os cristãos libertados foram obrigados a pagar uma fiança de aproximadamente de R$ 8.000,00 por pessoa.  Alguns deles foram forçados a deixar suas propriedades como garantia pela fiança.

Ao libertá-los, as autoridades os preveniram de que não se envolvessem mais em nenhuma atividade de cunho cristão.

Em maio de 2002, o governo do presidente Isaias Afwerki, de inclinação marxista, tornou ilegal qualquer igreja protestante independente, ordenou que os templos fossem fechados e criminalizou os cultos domésticos.

veja também