Popularidade de Dilma tem baixa entre evangélicos

Popularidade de Dilma tem baixa entre evangélicos

Atualizado: Segunda-feira, 18 Outubro de 2010 as 10:14

A candidata do PT à presidência, Dilma Rousseff, sofreu sua maior queda na pesquisa Datafolha entre os evangélicos não pentecostais, segundo a Folha de S. Paulo. A pesquisa divulgada ontem mostra que entre estes eleitores Dilma caiu de 40% para 36% nas intenções de voto. Os evangélicos não pentecostais representam 6,3% do eleitorado brasileiro.

Dentre este grupo de eleitores, José Serra (PSDB) teve variação positiva, também dentro da margem de erro, indo de 48% para 50%. Os temas religiosos são dos que mais predominam nas discussões do segundo turno, especialmente na opinião dos candidatos sobre a descriminalização do aborto. Os dois candidatos dizem ser favoráveis a manter a atual legislação sobre o tema.

Segundo a Folha, entretanto, as variações entre os grupos religiosos estão todas próximas ou dentro da margem de erro e a maior variação aconteceu exatamente entre os eleitores que declaram não ter religião - 5,8% do eleitorado brasileiro. Neste segmento, Dilma desceu  seis pontos, de 51% para 45%, e José Serra subiu 5 pontos, de 35% para 40%.

"Marineiros"

A pesquisa também monitorou o comportamento dos eleitores de Marina Silva (PV), que ficou em terceiro lugar na eleição. Entre os que votaram em Marina e agora acompanham a propaganda política na TV, 38% dizem que o comercial de Dilma Rousseff é ótimo ou bom. Já o programa de Serra é considerado ótimo ou bom por 52% dos eleitores de Marina.

De acordo com o Datafolha, 25% dos eleitores de Marina poderiam votar em algum candidato indicado por ela. Para outros 55%, entretanto, o apoio dela não representará mudança de opinião. Outros 15% declararam rejeitar esse tipo de recomendação.

veja também