"Por imaturidade, achamos que Deus realiza tudo que queremos", diz psicólogo cristão

O psicólogo cristão Dalton Ricaldoni afirma que a relação dos cristãos com Deus é de submissão e é preciso entender o que Ele quer fazer.

fonte: Guiame, com informações da Rede Super

Atualizado: Quinta-feira, 13 Julho de 2017 as 5:01

Dalton Ricaldoni diz que Deus tem uma perspectiva muito maior que a nossa. (Foto: Reprodução).
Dalton Ricaldoni diz que Deus tem uma perspectiva muito maior que a nossa. (Foto: Reprodução).

Nem todas as pessoas que dizem ter “aceitado a Jesus” se convertem genuinamente. Parte delas são “encantadas” com falsas promessas que podem envolver dinheiro, curas que não vão acontecer ou até aquele emprego tão desejado. Acontece que nem tudo o que queremos está de acordo com a vontade de Deus, pois ele sabe o que é melhor para cada um de seus filhos. Por conta disso, muitos cristãos acabam se decepcionando com o Criador. Para tratar desse assunto o pastor e psicólogo cristão Dalton Ricaldoni.

“As pessoas se decepcionam com Deus injustamente. Na verdade, não só com Deus, mas com outras pessoas. Quando alguém cria uma expectativa, que eu chamo de ilusória, ela vai acabar ficando decepcionada e com Deus, por Ele ser poderoso fazer tudo, Ele pode fazer tudo na hora que quiser e do jeito que quiser. Muitas vezes quanto mais imatura é a pessoa, ela acha que Deus vai acabar realizando tudo o que ela quer”, iniciou Dalton.

O psicólogo continua sua fala, ressaltando nossa condição em relação a Deus. “O que precisa ser entendido sobre Deus é que Ele é antes de tudo o Senhor. Existem quatro posições de Deus e quatro posições nossas enquanto filhos. Deus é Deus e nós somos adoradores. Deus é rei e nós somos súditos. Deus é Senhor e nós somos servos. Deus é o Pai e nós somos filhos. Todas essas quatro posições nossas são de submissão a Deus. Nós temos que nos submeter a ele”, disse.

“É claro que a gente quer que Deus nos tire de situações difíceis, mas Ele tem uma perspectiva muito maior que a nossa. Quando você espera que Deus haja de alguma forma que você acha que Ele deveria agir e Ele não vai agir dessa forma, porque não é o que Ele pensa, as pessoas passam a se decepcionar com Deus”, explicou. “Eu tenho alguns casos onde as pessoas esperam que Deus transforme a família, esposa, marido, filhos e muitas vezes não sai do jeito que a pessoa quer e ela passa a ficar triste, decepcionada com Deus”, argumentou.

Confira a entrevista na íntegra:

veja também