Por ofender cristãos, comercial de desodorante é proibido na África

Por ofender cristãos, comercial de desodorante é proibido na África

Atualizado: Sexta-feira, 28 Outubro de 2011 as 4:15

Um comercial do desodorante Axe (chamado de Lynx em alguns países) que mostrava mulheres com asas de anjos foi acusado de ser ofensivo ao cristianismo.

Quando foi exibido na África do Sul, o filme publicitário de 60 segundos gerou a ira de grupos cristãos por mostrar os anjos caindo na terra toda vez que alguém o usava o produto.

Usando roupas provocantes, os anjos são atraídas a um homem comum prestes a subir em sua moto. Fica evidente que elas o consideram desejável e uma “presa fácil”. Depois de farejarem o cheiro do desodorante no ar, elas quebram as suas auréolas e avançam em direção a ele.

A narração do comercial diz: “Excite, a nova fragrância de Axe, até mesmo os anjos cairão”.

Reclamações para a Advertising Standards (ASA) que regula a propaganda na África do Sul (ASA), afirmavam que os vídeos sugeriam sexo entre anjos e humanos, algo que confronta a fé cristã. Além disso, lembram o diabo também é descrito na Bíblia como um “anjo caído”.

A ASA concordou e pediu que Unilever S.A., que fabrica os desodorantes Axe, retirasse o anúncio da TV.

Segundo o site sul-africano News24, o comunicado oficial dizia: “O problema não é o ver os anjos no comercial, mas elas são vistas como mulheres perdidas, que renunciam seu estado celestial para satisfazer desejos carnais.

Isso é algo que provavelmente todos ofende os cristãos, da mesma forma como ofendeu os que reclamaram”.

Assista o comercial:

veja também