Por uma alegria verdadeira

Por uma alegria verdadeira

Atualizado: Quarta-feira, 9 Março de 2011 as 1:58

Se procurarmos a Palavra “alegria” e seus correlatos na Bíblia, encontraremos às centenas. Deus é um ser alegre. A Bíblia afirma que “O Reino de Deus é justiça, paz e alegria no Espírito Santo”. Em Gálatas 5.22 está escrito que o fruto do Espírito é “alegria”. Nascemos para sermos alegres como o nosso Criador.

Há pessoas que são tristes e tem momentos de alegria. Elas desfrutam de uma alegria emocional, que é superficial e bastante volúvel, que depende muito das circunstâncias. Seu ânimo no dia a dia é determinado pelo meio e pelo momento que estão vivendo e, também, pelo que os outros ou elas mesmas fazem. É o tipo de deleite que causa freqüentes frustrações porque todos nós somos cercados dos mais diversos conflitos. Estamos sempre sujeitos a perder os bens, ou o emprego, ou um relacionamento, ou um familiar. Assim, se nossa alegria é meramente emocional poderemos nos transformar em pessoas tristes para sempre, embora alegres de vez em quando. Para quem se delicia nas drogas, no álcool, na aventura sexual, no carnaval, na profissão, ou nos bens a alegria que permanece está apenas no desejo do seu coração. Neste mundo, tudo e todos passam e passa também a alegria de quem faz deles a fonte do seu prazer.

Há, também, pessoas que são alegres, embora tenham momentos de tristeza. Estas não são desalmadas, mas vivem num nível mais profundo: elas descobriram a verdadeira espiritualidade. Embora lhes sejam importantes as coisas, as pessoas, os projetos pessoais, etc., sua fé, sua esperança e seu amor estão depositados no que tem valor eterno. Pessoas espirituais também se entristecem com as perdas e com o ambiente hostil. Como diz o poeta John Donne: “O homem não é uma ilha”. Entretanto, elas sabem que seja “no vale da sombra da morte” ou “na presença dos adversários” o Senhor está presente e cuidando de tudo. Tal certeza gera alegria! Em seu coração há a firme convicção de que “O anjo do Senhor acampa-se ao redor daqueles que o temem e os livra”. Quando tudo lhes parece desfavorável, os espirituais conhecem o caminho do descanso, do consolo, da paz. Correm para lá e oram, adoram, louvam, ouvem, pedem e encontram resposta. Desse modo, o que é passageiro dá espaço ao que é eterno.

Enquanto a alegria da alma é superficial e passageira, a alegria do espírito é profunda e eterna porque não é da Terra, mas do céu. Ela vem de onde e de Quem os acontecimentos daqui não exercem influência alguma. Minha alegria será tão duradoura ou tão efêmera quanto a fonte que a produz. Pense nisso!

Pastor Jonas Neves

Jonas Neves   nasceu em Rolândia - PR, em 07 de outubro de 1953. Nascido em lar evangélico, entregou sua vida a Cristo aos sete anos de idade. Em 1973 foi para Belo Horizonte, onde, em 1977 graduou-se bacharel em Teologia pelo STEB-FATEBAN - Faculdade Teológica Batista Nacional. Por cinco anos foi seminarista da Igreja Batista da Lagoinha e dentre outras realizações fundou a Igreja Batista Getsêmani de Belo Horizonte - MG, a qual pastoreou por 4 anos.

Depois disso aceitou o convite da Igreja Batista da Lagoinha, Belo Horizonte - MG, e esta serviu por 15 anos como pastor. Em 1981 a Convenção Batista Nacional, CBN, o elegeu Secretario Executivo da Aliança Batista Missionária da Amazônia. Transferiu-se para Belém - PA com toda sua família. Até 1985 exerceu um ministério com muito sucesso. Estabeleceu igrejas, assentou missionários, implantou a estrutura da CBN, desde Rondônia até Piauí. No Final de 1999 o Pr. Jonas Neves de Souza assumiu o pastorado da Igreja Batista do Povo, São Paulo - SP. É casado com Solange e tem cinco filhos: Aline, Ádila, Anny, Iva e Alisson. Tem cinco netos.

veja também