Pornografia na Internet supera conversa entre pais e filhos

Pornografia na Internet supera conversa entre pais e filhos

Atualizado: Segunda-feira, 20 Junho de 2011 as 9:51

A pornografia na Internet está cada vez mais superando a "conversa" entre pais e seus filhos sobre o sexo, dizem especialistas sobre segurança online.Cris Clapp Logan, diretor de relações parlamentares da Enough is Enough e escritor contribuinte para a XXXchurch.com, recentemente publicou um artigo com o título que pergunta, "Você está deixando a pornografia educar seus filhos sobre sexo?"

Enough is Enough é uma organização que tenta fazer a Internet mais segura para as crianças e famílias, e a XXXchurch.com é um ministério e recurso em luta contra o vício da pornografia.

"Eu acho que os pais tem lutado muito para falar sobre sexo com seus filhos, por isso não é necessariamente que poucos pais estão sentando com seus filhos e tendo 'a conversa.’ é mais é que a 'conversa' se tornou obsoleta," disse Logan ao The Christian Post. "é simplesmente não suficiente ter uma conversação com as crianças sobre os pássaros e as abelhas e tudo certo. As crianças de hoje estão sendo agredidas com informações sobre sexo, muito disso profundamente influenciado pela pornografia.

"Os pais devem ter uma conversa sobre sexo, questões de imagem do corpo, e sexualidade saudável à medida que seus filhos crescem e se desenvolvem, de outra maneira a mensagem da pornografia irá ganhar", alertou ela.

Estudos recentes têm mostrado que mais de sete em cada dez crianças acidentalmente encontram pornografia online, com quase 80 por cento desta exposição ocorrendo em casa. Logan disse que alguns pais podem não saber da severidade do problema de crescer em uma era diferente.

Ela escreve em seus artigo: “Talvez você tenha se esbarrado em uma revista da Playboy quando jovem e você não se sente danificado com o resultado. Se você realmente somente se expôs a imagens leves dos anos 70 e 80, é fundamental entender que a pornografia mudou drasticamente com o advento da internet. Crianças agora têm acesso fácil ao conteúdo grave, explícito, cheio de violência, fetiches, penetrações, sexo grupal e muito mais”.

“Além disso, muitos pais nem mesmo pensam em incluir o tema da pornografia na conversa sobre o sexo”, disse Logan.

“Então, a informação, a avenida principal de onde os filhos estão recebendo informação sobre sexo é deixada de fora da conversa.”

“Os pais, na maioria das vezes, são totalmente chocados quando descobrem que seus filhos viram conteúdo pornográfico. Eles simplesmente não compreendem como é fácil o acesso, que é livre, e que mesmo se seus filhos não estão olhando para i

sso, eles são obrigados a tropeçar nele”. Logan recomenda aos pais que conversem com seus filhos sobre sexo de uma forma adequada à idade. “Para crianças mais novas, apenas fazer verificações no local, falar com eles sobre vir até você, qualquer momento que eles encontrarem algo assustador, eles devem vir até você”.

Enquanto crianças se aproximam do ensino médio os pais devem fazer mais perguntas, e mais regularmente sobre o conteúdo que eles tem visto online, disse ela. “Use exemplos reais da vida para perguntar a seus filhos o que eles pensam sobre questões relacionados à sexo e pornografia. Quando eles chegam no ensino médio (7° ano), eu acho que introduzir tópico de pornografia de uma forma mais direta é necessário.

“Muitos pais pensam que os filhos são imunes ou são demasiadamente inocentes ou são inteligentes o suficiente para evitar a pornografia, mas cada criança corre o risco de cruzar com esse conteúdo”, disse Logan.

Ela recomenada que os pais usem filtros e controles parentais para prevenir as jovens crianças de acidentalmente se deparar com a pornografia online.

Normalmente, os pais recebem a tarefa de ter “a conversa”, e devem se lembrar de engajar completamente seus filhos na conversação, aconselhou ela.

“Os pais não devem apenas apresentar a informação ou sua perspectiva, mas eles devem ouvir também seus filhos e fazer perguntas. Sentir quanta exposição e conhecimento seu filho ou filha já tem irão ajudar a estabelecer uma base sólida para a conversação seguir em frente”, disse a ligação congregassional para a segurança de internet para o grupo de crianças.

“Manter a política de portas abertas quando se trata de sexo. Vocês como os pais estão sempre disponíveis para conversar com eles, e mesmo se eles cometem erros, você prefere que eles venham até você do que tentem esconder o que estão fazendo ou saiam de uma situação complicada por eles mesmos”.

As crianças precisam compreender os perigos da pornografia, acrescentou ela. “Pornografia não é equivalente ao sexo como Deus planejou – é uma distorção do sexo que Deus planejou”.  

veja também