Pr. Jorge Linhares fala sobre o poder da canção e das palavras

Pr. Jorge Linhares fala sobre o poder da canção e das palavras

Atualizado: Quarta-feira, 29 Junho de 2011 as 11

A música tem o poder de produzir em nós coisas positivas e negativas. O Pr. Lúcio Tancredi, disse que antes de se converter, quando cantava nas boates músicas alegres, as pessoas quase não consumiam bebidas alcoólicas, mas ao cantar músicas tristes, as pessoas bebiam muito.

A música funciona como um arado. Existem casas que não há louvores a Deus, mas gritarias, confusão, palavrões, etc. Quando Jesus foi ser crucificado, cantou um hino. Mateus 26.30.

Em Atos 16, Paulo e Silas louvaram ao Senhor quando estavam presos.  O louvor a Deus liberta!

São várias as ocasiões em que a música exerce papel benéfico ou maléfico. A Palavra de Deus diz que o rei Saul vivia um momento de muita alegria com Davi. I Sm 18.5.

Todos gostavam de Davi, ele era uma pessoa excelente, sem maldade e sem malícia. Mas um dia, quando Saul e Davi voltavam da guerra,  as mulheres, cantaram uma canção que perturbou Saul. “Saul feriu milhares, porém Davi seus dez milhares.”

Aquelas mulheres se organizaram para exaltar Davi. Mulheres, desenvolvam sua capacidade para o bem e não para o mal. Aquela atitude trouxe constrangimento a Saul e problemas a Davi.

Esse tipo de situação pode acontecer na igreja, nas famílias. Quantas mães são imprudentes exaltando seus filhos e desmerecendo o marido, causando invejas, ciúmes?

As comparações são terríveis e muito perigosas.  Satanás entrou entre Saul e Davi por causa daquela canção. Ele despertou em Saul um sentimento de ira contra Davi, porque o coração dele era inclinado para o mal e passou a ver Davi com olhos de ódio. Vs 8 e 9.

A raiva é algo que vem de dentro. Quando você se sente menosprezado, trocado, satanás usa a raiva, a ira, a mágoa para nos destruir. A mágoa caracteriza-se pelo sentimento ruim que desceu para o coração.

“Daquele dia em diante, Saul trazia Davi sob suspeita” Vs 9. A mágoa pode instaurar-se dentro da igreja. Palavras felinas  têm o poder de destruir grandes amizades.

No verso 10, vemos Saul sendo tomado por um espírito maligno, profetizando contra Davi e o seu ódio chegou a tal ponto, que ele intentou contra a vida de Davi.

As palavras que não forem para edificação, devem entrar e sair. Prefira ser traído, a ser um traidor.  Saul parou de honrar Davi e passou a ter ódio e medo de que Davi se insurgisse contra ele, por causa daquela canção que as mulheres de Israel cantaram.

Tenha cuidado com o que você diz. O que você falar na hora certa, funcionará como um Dinamus para o bem. “A palavra certa na hora certa é como maçã numa salva de prata.”

Deus escolheu Davi pra substituir Saul. Escolheu Eliseu para substituir Elias, escolheu Josué pra substituir Moisés, escolheu pessoas melhores que nós para nos substituir.

O filho de Davi; Absalão era o escolhido para assumir o trono, mas ele quis conquistar o trono antes da hora e se insurgiu contra o seu pai. O fim dele foi a morte. Reconheça no seu líder a autoridade. Seja um bom auxiliar, os melhores líderes foram servos um dia.

Barnabé é lembrado como mentor de Paulo. Paulo ensinou a Timóteo. Elias foi mentor de Eliseu. Jetro foi mentor de Moisés e Moisés de Josué. Eli foi mentor de Samuel, Noemi foi mentora de Rute e Jesus foi mentor dos apóstolos. O que havia sobre Jesus? A unção do Pai. Qualquer apóstolo que se levantasse contra ele, seria abatido.

Muitas pessoas deixam o status subir a cabeça, perdem a humildade e esquecem-se de honrar e respeitar seus líderes, o resultado é que não vão pra frente, não prosperam, porque a unção e o cajado foi dado ao líder.

Por causa daquela canção, Satanás entrou no coração de Saul  de tal forma, que Deus não pode permitir que Davi e Saul vivessem no mesmo lugar.  Saul recebeu aquela canção de forma terrível, Davi não.  Não permita que palavras venham destruir seu relacionamento com o Senhor e impedi-lo de ser abençoado por Deus.  Você pode ser mais capaz que seu líder, mas a unção está sobre ele, por isso honre-o, respeite-o. Respeite a unção!

Pr. Jorge Linhares

veja também