Pr. Mário Levy fala sobre "fazer a diferença" na Conferência F5

Pr. Mário Levy: “Grandes feitos surgem quando as mínimas coisas já fazem a diferença”

Atualizado: Segunda-feira, 4 Novembro de 2013 as 11:16

Pr. Mário Levy: “Grandes feitos surgem quando as mínimas coisas já fazem a diferença”Fazer a diferença. Foi com esta temática que a Conferência F5 abriu o seu tempo de palestras, no último sábado, 02/11, na Igreja Presbiteriana Central de Fortaleza (CE). Primeiro palestrante da tarde, o Pr. Mário Levy – da IPNJ (Igreja Presbiteriana Nova Jerusalém) – leu a passagem de Atos 13:36 e falou aos jovens presentes, sobre como Davi foi usado por Deus, influenciando toda uma geração e chegando a estender bênçãos ao seu filho, Salomão e sua descendência.
 
“Podemos ver alguns pontos importantes nesta passagem. Em primeiro lugar, Davi serviu ao propósito de Deus. Depois vemos que ele serviu a este propósito em sua geração. E então, adormeceu efoi sepultado. Então o seu corpo se decompôs”, destacou o preletor.

Ressaltando a influência positiva que Davi foi para o povo de Israel e o legado que ele deixou, o Pastor Mário citou como exemplo, Salomão e sua descendência.

“De todos os reis de Israel, de longe, Davi foi o que mais caminhou com o Senhor. Por causa de Davi, que o rei Salomão teve o favor de Deus sobre sua vida. Foi por causa de Davi, que muitos dos descendentes de Salomão não foram fulminados”, comentou.

Contextualização
Em entrevista exclusiva ao Guiame, Mário Levy falou sobre a importância de se compreender que não é preciso ser alguém de grande destaque social para começar fazer a diferença no mundo.

“Se a gente lembrar, historicamente falando, as grandes figuras que fizeram diferença no mundo começaram como um ‘Zé Ninguém’. Eu creio que, hoje em dia, vivemos em uma sociedade cheia de ‘Super Heróis’, gente que faz muita coisa. Então quando a gente pensa em fazer diferença, já imagina grandes feitos. Mas na verdade, tudo começa com uma atitude simples, com uma simples postura dentro de casa, no trânsito, na universidade, na escola, no trabalho”, lembrou.

Segundo o palestrante, as mínimas coisas têm o poder de gerar grandes resultados, quando estão com o propósito de dar testemunho de Cristo.  

“Quando a gente vive o testemunho de Cristo Jesus na nossa vida, no nosso dia-a-dia, as mínimas coisas já estarão fazendo a diferença. As grandes realizações virão quando eu já tiver um hábito de fazer a diferença nas pequeninas coisas. É aquela história que a Palavra de Deus nos diz: ‘Foste fiel sobre o pouco, sobre o muito te colocarei’. A gente já quer começar em cima do ‘muito”, alertou. 

Finalizando o seu depoimento, Mário revelou que tem buscado estar sensível ao poder que simples gestos podem ter e como contribuem para o agir de Deus nas vidas das pessoas ao seu redor.

“Eu creio que é por aí. É como eu tento fazer na minha própria vida: pensar nos mínimos gestos e atitudes do meu dia-a-dia, em que aquela ação, aquela palavra, aquele ‘bom dia’ pode fazer a diferença na história de alguém com quem eu interajo e que assim, o Senhor vá dando oportunidade de outras grandes coisas surgirem”, disse.

Por João Neto – www.guiame.com.br 
 

veja também