Prefeito comparece ao aniversário da Igreja Evangélica Cristã

Prefeito comparece ao aniversário da Igreja Evangélica Cristã

Atualizado: Quarta-feira, 13 Abril de 2011 as 4:48

Aconteceu nos dias  8, 9 e 10 de abril a comemoração dos 78 anos de fundação da Igreja Evangélica Cristã de Anastácio, mais conhecida como Uniedas.

O prefeito Douglas Figueiredo acompanhado da primeira-dama Cynthia Anastácio esteve participando do culto de ação de graças no domingo (10) à noite, no templo sede da Igreja, que estava repleto de fiéis e convidados.

A Igreja Uniedas de Anastácio é liderada pelo Pastor  Jader Jorge de Oliveira com o apoio do  ancião Adalberto  Delgado e conta atualmente com um hall de membros de 140 pessoas, que juntos com os lideres trabalham na missão de evangelizar e divulgar a Palavra de Deus.

Na comemoração do aniversário da Igreja, a direção da Uniedas agradeceu ao prefeito Douglas Figueiredo por apoiar e incentivar o trabalho evangelístico e social que a instituição realiza no município de Anastácio. Na ocasião, os pastores presentes e os fiéis levantaram um clamor de oração pela Administração Municipal e pela cidade.

O prefeito Douglas Figueiredo apóia o trabalho missionário e social das igrejas evangélicas falou da alegria em participar de uma comemoração importante para os evangélicos do município, principalmente da Uniedas.

"A Uniedas se consolidou em nosso Município como uma igreja ativa, que colabora com a formação religiosa e social da comunidade, principalmente, daqueles que buscam em Deus um auxílio e orientação. Todos estão de parabéns pelo trabalho que realizam pelo Evangelho de Cristo, pela dedicação às vidas que necessitam ouvir a Palavra de Deus", afirmou o prefeito Douglas.

Os secretários municipais Ernandes Peixoto de Miranda (Administração) e  Manoel Luiz da Silva (Finanças) também prestigiaram a comemoração do aniversário da Uniedas, participando de um almoço de confraternização.

HISTÓRICO DA IGREJA UNIEDAS

O nascimento da Igreja Evangélica de Anastácio

Relato feito pelo Sr. Aurélio Jorge - ano 1986

Transcrição feita por Gedeão Jorge

A história começa na aldeia de Buriti, o evangelho começou a penetrar e houve interesse por parte do Senhor Gregório Delgado - NECO - havendo perseguição por parte de sua própria família que o julgava traidor por trocar de religião.

Algo sobrenatural aconteceu, começou  a minar água dentro da casa de Neco, os perseguidores aproveitaram da situação e diziam que era castigo dos santos: Antonio, João e outros que eram adorados na aldeia. Por causa de disso a família de Neco foi para casa de Emilio da Silva, pai do irmão Paulo e Tito Silva.

Esta situação aborrecia a mãe de Gregório - Dª Umbelina Jorge - resolve seria que eles procurassem outra aldeia, e sua intenção inicial era a aldeia de Cachoerinha - Miranda, depois de consultar os membros da família, resolveram vender e doar alguns de seus pertences, arrumando o que era necessário para viagem partiram, no dia 22 de março de 1933 as 7:00hs da manhã. Depois de muito andarem, vieram pousar no braço direito do Córrego de Dois Irmãos. No dia seguinte viajaram até a fazenda Monjolinho, onde o fazendeiro ofereceu-lhe serviço para tirarem lenha em carreto, e assim ficaram até ao final de março.

A caravana era composta pelas seguintes pessoas: Umbelina Jorge, aproximadamente 60 anos mãe e Gregório e de Sebastião Delgado. Ela primeira convertida que com sua mensagem no idioma terena testemunhava aos outros: " Deixei as coisas do mundo para seguir, as coisas boas que sentia no coração, porque Jesus morreu por mim , e quero isso para vocês.

A chegada aqui às margens esquerda do rio Aquidauana foi no dia 06 de abril de 1933, as quinze horas na chácara do Senhor Maneco, onde trabalhava o Senhor José Costa com sua família. Houve muita alegria com a chegada da caravana, José Costa  mandou carnear uma vaca e chamou Senhor Ângelo Campos e sua esposa Maria Augusta, houve ali uma grande festa, pela chegada de sua mãe e seus irmãos. Neco convertido ao evangelho começou a pregar e anunciar e fazia culto em baixo de uma paineira, que mais serviria de assento para eles ouvirem a Palavra de Deus.

Os hinos que sempre cantavam eram: Morri na Cruz e Neste mundo sozinho, a pregação era feita por Gregório e os hinos eram dirigidos pela jovem Jacinta. A mensagem era sempre feita no Evangelho de João 3:16. Criticado por realizar o trabalho de Deus sem nenhuma instrução, sua humilde mensagem, inspirada pelo Espírito Santo levava muito a conversão. Os primeiros foram seus irmãos Sebastião Delgado e José Costa que também tornaram mensageiros de Jesus Cristo. Com o testemunho de José Costa foram ganhos para Cristo Senhor Garibaldi Medeiros, Senhor Lizandro, covertendo também Dona Nene e João Teodoro da Costa e muitas outras pessoas que viam e ouviam os testemunhos e mudança de vida. Assim continuaram a cumprir a ordenança de Jesus "Ide e pregai ...fazei discípulos de todas as nações..."

Pelo esforço dos primeiros cristãos que aqui chegaram, e plantaram a semente; uma caíram a beira do caminho, outras em pedregais, outras os espinhos sufocaram, porém a maioria caiu em boa terra, tornando os campos prontos para colheita

Com todas as dificuldades de levarem o evangelho, devido as perseguições por falarem de Jesus, eles conseguiram a vitória de deixar plantada a boa semente.

veja também