Prefeito de Guarulhos cassa licença de funcionamento de templo da Mundial

Licença de funcionamento do megatemplo da IMPD é cassado

Atualizado: Quinta-feira, 26 Janeiro de 2012 as 10:40

O prefeito Sebastião Almeida (Guarulhos) cassou, na tarde de sexta-feira (20), a licença de funcionamento do templo da Igreja Mundial do Poder de Deus, em Cumbica. A informação é do vereador Geraldo Celestino (PSDB) que ingressou na Justiça com uma Ação Popular, questionando a legalidade do alvará concedido para o funcionamento e solicitando a interdição do empreendimento.
No processo, o parlamentar questiona a falta de estudos de impactos viários e medida mitigadora para a infraestrutura do entorno.
A ação da prefeitura antecipou-se à decisão judicial. Segundo a assessoria de imprensa da prefeitura, a motivação da suspensão do alvará é a ausência do Auto de Vistoria do Corpo de Bombeiros (AVCB) do templo da Igreja Mundial do Poder de Deus.
Em nota, a prefeitura sustenta que “a Igreja poderá retomar as atividades depois de apresentar todos os requisitos legais solicitados pela Prefeitura. Vale ressaltar que a licença foi concedida mediante a um protocolo apresentado pela Igreja Mundial do Poder de Deus, referente a um pedido de vistoria de obtenção do Auto de Vistoria do Corpo de Bombeiros, sob o nº 014420. Normalmente, o Corpo de Bombeiros vai ao local antes do evento para confirmar se as estruturas do imóvel apresentam condições para realização do mesmo. Portanto, a licença é fornecida sem o AVCB, mas sua validade está condicionada à emissão do documento por parte do Corpo de Bombeiros.”
Críticas
O vereador, que está sendo alvo de críticas pela decisão de pedir na Justiça a interdição do templo, comemorou a decisão da administração municipal. “Isso mostra que meus questionamentos tinham fundamentos técnicos e estavam corretos. Ao contrário do que muitos insinuaram em nenhum momento se tratou de questão religiosa”.

veja também