Presbíteros estão usando credenciais de pastor para votar em candidato à presidência da CGADB, afirma blog

Presbíteros estão usando credenciais de pastor para votar em candidato à presidência da CGADB, afirma blog

Atualizado: Quinta-feira, 23 Abril de 2009 as 12

"Os presbíteros que receberam credenciais de ministro para votar, mas não foram consagrados, por favor, queiram se retirar do plenário", afirmou o pastor José Wellington, atual presidente da CGADB, durante a plenária de ontem, dia 22 de abril, na 39ª AGO - Assembléia Geral Ordinária da CGADB - Conferderação Geral das Assembléias de Deus no Brasil. As informações são do blog do Pr. Altair Germano http://www.altairgermano.com/

A 39ª AGO iniciou na última segunda-feira, dia 20 de abril, e pretende reunir mais de 17 mil líderes no Centro de Exposições de Carapina, Serra (ES). O grande diferencial deste ano é a eleição da Mesa Diretora que presidirá as iniciativas relacionadas aos pastores da Assembléia de Deus no Brasil nos próximos quatro anos. Concorrem à presidência do órgão denominacional o atual presidente, José Wellington Bezerra da Costa - que exerce o cargo desde 1995, após sucessivas reeleições -, pastor da Assembléia de Deus do Belenzinho, em São Paulo (SP); e Samuel Câmara, pastor da Assembléia de Deus de Belém (PA) e dirigente da Rede Boas Novas.

Segundo Germano, "o indivíduo, geralmente um presbítero, recebe uma credencial de pastor para votar, sem ter sido ordenado ou consagrado em sua igrejas ou convenção, apenas para beneficiar o candidato apoiado" .

Leia também:

Eleição para presidência da CGADB reúne 17 mil líderes esta semana no ES

veja também