Presidente da comissão europeia diz que proibição de símbolos religiosos é dever do Estado

Presidente da comissão europeia diz que proibição de símbolos religiosos é dever do Estado

Atualizado: Segunda-feira, 26 Julho de 2010 as 4:15

O presidente da Comissão Europeia recusou-se a assumir uma posição sobre a proibição de símbolos religiosos, indicando que essa é uma questão da exclusiva competência dos Estados-membros da União Europeia, e não das instituições comunitárias.

Ao término da sexta edição do encontro inter-religioso, que reuniu na sede da Comissão Europeia, em Bruxelas, Bélgica, representantes de diversas confissões religiosas e dos Estados-membros da União Europeia, o presidente foi questionado sobre o crescente combate a símbolos religiosos na Europa, como a proibição do uso em público do véu integral islâmico ou da exibição de crucifixos em escolas, já em vigor em alguns países.

O presidente da Comissão – que lançou a iniciativa dos encontros inter-religiosos em 2005 – explicou que não ia tomar nenhuma posição sobre o assunto, já que essa – disse – "é uma questão de competência nacional".

FontE: Portas Abertas

Postado por Débora Padoin Malva

veja também