Presidente mundial da Igreja Adventista fala sobre justiça de Cristo

Presidente mundial da Igreja Adventista fala sobre justiça de Cristo

Atualizado: Segunda-feira, 2 Maio de 2011 as 12:54

Completando uma manhã de cânticos alegres, contemplação das Escrituras e oração fervorosa, o Pastor Ted N. C. Wilson, presidente mundial da Igreja Adventista do Sétimo Dia apelou a uma busca pela “abrangente justiça de Cristo”, na Universidade Oakwood, da Igreja Adventista do Sétimo Dia, em Huntsville, Alabama, EUA.

A mensagem veio durante o culto do sábado no início do Concílio de Primavera, que reúne líderes adventistas de todo o mundo, realizado no campus da Universidade Oakwood este ano, em vez de seu local habitual, na sede denominacional em Silver Spring, Maryland.

“A justiça abrangente de Cristo é a nossa única esperança à medida que nos aproximamos do fim da história da Terra”, disse Wilson a uma congregação local de cerca de 2.100 pessoas, bem como para uma audiência mundial de televisão e Internet ao vivo.

“Os adventistas do sétimo dia foram chamados para proclamar a verdade como ela é em Jesus. Ele e somente Ele é nossa salvação”, acrescentou.

Wilson disse que Cristo “nos convida a aceitar a Sua justiça e estar habilitados pelo Espírito Santo para realizar a última grande obra de Cristo, proclamando, Sua justiça, e Sua breve volta. Esta é a mensagem que tem sido confiada à Igreja Adventista do Sétimo Dia como seu povo remanescente dos últimos dias”.

Ele acrescentou: “Neste momento crítico na história da Terra, com o mundo desabando ao nosso redor, humilhemo-nos perante o Senhor percebendo que a nossa única esperança está em Cristo e Sua justiça”.

Wilson citou Ellen G. White, uma pioneira co-fundadora do Movimento Adventista e influência por detrás da fundação do que é agora a Universidade Oakwood, que escreveu: “Um reavivamento da verdadeira piedade entre nós é a maior e mais urgente de todas as nossas necessidades. Buscar isso deve ser o nosso primeiro trabalho”. (‘Mensagens Escolhidas’, Livro 1, página 121).

Referindo-se ao tema atual da Igreja, disse Wilson, “Este apelo a reavivamento e reforma não é uma forma de religião do tipo que insiste no esforço próprio legalista para alcançar justiça. É centralizado em Cristo e só nEle”.

Ele acrescentou: “As vozes dos adventistas do sétimo dia devem ser as mais destacadas em proclamar que a salvação é através de Cristo e Cristo somente! As duas grandes disposições da salvação — justificação e santificação — não podem ser separadas pois constituem a plenitude da justiça abrangente de Cristo”.

A mensagem seguiu-se a um culto que destacou o talento musical de muitos estudantes e pessoal da Universidade Oakwood, particularmente a sua orquestra e o renomado grupo coral da escola. Na sequência de uma leitura das Escrituras em inglês e grego koiné, o último por um estudante, o coral apresentou um número de louvor, “Compensa Servir a Jesus”, que levou muitos na congregação a se porem de pé, louvando a Deus, na sua conclusão.

“Nós já tivemos o sermão”, Wilson disse ao assumir o púlpito, seguido-se ao apelo vibrante da música. E ofereceu a afirmação para a Universidade e sua comunidade: “Aqui na Universidade Oakwood vocês são uma parte vital da família de Deus em todo o mundo”.

Essa “família mundial” foi também uma meta-chave da mensagem de Wilson, com o líder dizendo a seus ouvintes que o processo de conversão “é apenas algo que Deus pode produzir”.

Quando a conversão acontece, acrescentou Wilson, é que ” bêbados se tornam sóbrios. É por isso que as pessoas que vivem vidas relapsas tornam-se morais. É por isso que as pessoas mesquinhas se tornam pacificadoras. É por isso que mentirosos se tornam honestos. É por isso que pessoas de mente suja se tornam puras. É por isso que evolucionistas se tornam criacionistas. É por isso que pessoas egoístas se tornam altruístas, generosas, benfeitoras. É por isso que os não convertidos se tornam convertidos. … Tudo se deve ao poder de Deus”.

Novamente citando Ellen White, desta vez do seu livro ‘Caminho a Cristo’, Wilson disse: “Todas as manhãs, consagrai-vos a Deus para esse dia. Submetei todos os vossos planos a Ele, para serem realizados ou renunciados segundo Sua providência indicar. Assim, a cada dia deveis entregar vossa vida nas mãos de Deus, e assim a vida será mais e mais moldada segundo a vida de Cristo”. (‘Caminho a Cristo’, pág. 70).

O líder da Igreja advertiu seus ouvintes contra qualquer sentido de superioridade espiritual à parte da graça de Deus: “Que ninguém na Igreja Adventista do Sétimo Dia pense a seu próprio respeito como melhor do que ninguém. Que ninguém acuse outros de não serem santos ou perfeitos. Somos todos pecadores ao pé da cruz em necessidade de um Salvador, que nos propicia a Sua justiça abrangente na justificação e santificação. Nós devemos tudo a Jesus e nosso relacionamento com Ele”. E acrescentou: “O caráter de Cristo é perfeitamente reproduzido em nossas vidas quando nos apoiamos completamente só em Cristo. Não está em nós mesmos fazer isso”.

Perguntando sobre como os adventistas compreenderiam o plano de salvação, Wilson oferece várias possibilidades. “A graça barata não vai fazê-lo. Nega o poder do Espírito Santo para mudar a vida dia a dia para tornar-nos mais e mais semelhante a Cristo”, disse ele. O legalismo não irá fazê-lo. Bloqueia a única forma de salvação — dependência total em Jesus Cristo, nosso único caminho para salvação. Um abordagem intelectual, de alta crítica não o fará. Destrói o próprio milagre da conversão e santificação e tira da salvação de Deus o seu poder de mudar vidas”.

A resposta, Wilson declarou, “é [que] só a justiça abrangente de Cristo, da justificação e santificação … irá salvá-lo, mudá-lo, e sustentá-lo num verdadeiro discípulo de Cristo. É algo que Jesus faz tanto por você e em você”.  

veja também