Primeiro ministro cristão da Etiópia possibilita acordo de paz com Eritreia

Abiy Ahmed declarou que aceitaria e aplicaria o acordo de paz assinado em 2002 entre seu país e a Eritreia.

fonte: Guiame, com informações de Portas Abertas

Atualizado: Sexta-feira, 29 Junho de 2018 as 5:04

Abiy Ahmed é cristão e tem chamado atenção do povo etíope por suas decisões. (Foto: Reprodução)
Abiy Ahmed é cristão e tem chamado atenção do povo etíope por suas decisões. (Foto: Reprodução)

Progressos positivos estão acontecendo na Etiópia, após a nomeação do novo primeiro ministro, Abiy Ahmed, que é cristão. Atualmente, o país ocupa o 29ª lugar na Lista Mundial de Perseguição 2018, divulgada pela organização Portas Abertas.

Tais progressos podem impactar a vida dos cristãos perseguidos agora e também no futuro. No início deste ano, algumas ações passaram a ser tomadas pelo governo, dentre elas a libertação de jornalistas e prisioneiros políticos da prisão.

Diversas formas de apoio estão sendo demonstradas ao novo primeiro ministro pelo povo etíope, que vem realizando diversas manifestações espalhadas por todo o país.

Outro exemplo de decisão positiva, informada por Ahmed, é que ele irá aceitar e aplicar o acordo de paz assinado em 2002 entre seu país e a Eritreia, que hoje configura como o 6º país mais perigoso para um cristão morar, segundo a Lista Mundial da Perseguição 2018.

O acordo nunca foi formalmente aceito pela Etiópia por conta de uma disputa de território. A Eritreia conquistou sua independência dos etíopes em 1993, depois de 30 anos de conflito. Apesar disso, cinco anos depois, uma guerra na fronteira deixou dezenas de milhares de mortos.

Relações diplomáticas

Esse episódio na história fez com que não existissem relações diplomáticas entre os países por quase 20 anos. Apesar disso, uma delegação das Relações Exteriores da Eritreia visitou a Etiópia nesta semana, com o objetivo de iniciar o diálogo entre os dois países.

Cristãos ao redor do mundo podem colaborar para com os irmãos presos na Eritreia. Por meio de doações, a Portas Abertas leva alimento, medicamentos e literatura cristã para essa parte do corpo de Cristo.

“Podemos orar agradecendo por esses avanços positivos e para que esses líderes cheguem a um acordo que traga estabilidade para a região. Ore para que Deus conceda sabedoria aos governantes para trazer paz, prosperidade e mais liberdade para as nações”, indica a organização.

veja também