Produtor da série Harry Potter fará filme sobre a infância de Jesus

Produtor da série Harry Potter fará filme sobre a infância de Jesus

Atualizado: Terça-feira, 13 Dezembro de 2011 as 10:40

Chris Columbus, que foi o produtor dos primeiros filmes de Harry Potter, está se preparando para rodar a adaptação de Cristo Senhor: A saída do Egito. O filme é baseado no romance de Anne Rice.

A obra de ficção narra como seria a vida de Jesus aos 7 anos de idade, voltando do Egito com seus pais para morar em Nazaré. Conforme a história avança, ele começa a ter uma compreensão de seu poder incomum e, gradualmente, descobre a situação que gerou seu nascimento miraculoso, um evento que seus pais nunca falaram com ele.

Segundo a revista Variety, Columbus vai produzir o filme junto com Michael Barnathan e Mark Radcliffe. A direção será de Cyrus Nowrasteh, que também assina o roteiro ao lado de Betsy Nowrasteh (“Sob Pressão”).

“Este filme tem potencial para ser um clássico, com imagens que vão tocar pessoas de todas as idades, em todo o mundo”, disse Columbus. ”Estou orgulhoso de fazer parte dessa produção incrível.”

Foi a própria Anne Rice quem ofereceu o projeto a Cyrus Nowrasteh depois de ver seu último filme, “The Stoning of Soraya M.”.

“Estou muito feliz em compartilhar esta notícia com vocês. Meu romance Cristo Senhor: A saída do Egito vai para a tela grande”, escreveu Rice em sua página do Facebook na semana passada. ”Eu li o roteiro de Cyrus e Betsy. Está simplesmente lindo. Meu coração e minha alma estão neste romance. Este é um passo fundamental na concretização de um sonho”.

Rice se tornou famosa mundialmente com seus livros sobre vampiros. “Entrevista com o Vampiro” foi adaptado para o cinema com grande sucesso.  Ela voltou às raízes cristãs de sua infância em 1998. Em seguida, começou a escrever livros que foram “dedicados a Jesus Cristo”.

Em 2010, no entanto, Rice disse que “não seria cristã.” Sua justificativa é que se recusou a ser antigay, antifeminista, anticiência, anti controle de natalidade, antidemocrática, anti-humanista secular e antivida, em nome de Cristo, e declarou que “seguir a Cristo não significa seguir os seus seguidores”.

Apesar de ter se distanciado publicamente da igreja, Rice está animada com a oportunidade de ver esse livro virar filme.  “Isso não tem nada a ver com a minha saída da religião organizada. Minha decisão foi por muitas questões teológicas, sociais e políticas que não têm nenhuma relação com Jesus”.

Traduzido e adaptado por Gospel Prime de Cristianos

veja também