Programa sensibiliza adventistas afastados para o retorno à Igreja

Programa sensibiliza adventistas afastados para o retorno à Igreja

Atualizado: Segunda-feira, 4 Julho de 2011 as 11:36

A Igreja Adventista em São Paulo e milhares de fiéis em todo o Brasil celebraram o sábado, 2 de julho, como o Dia Mundial da Alegria. A data foi marcada pelo início, em várias congregações, do Projeto Reencontro. Trata-se de uma campanha em favor de adventistas que em algum momento da vida afastaram-se da Igreja.

A recomendação da liderança adventista para São Paulo era de que a tradicional liturgia do sábado fosse reduzida para que os fiéis saíssem em visita a pessoas que deixaram de frequentar a comunidade cristã. No bairro Santa Lúcia, durante a visita, eles assistiram a um vídeo que pontuou momentos marcantes de uma vida desenvolvida no convívio com os demais fiéis. As pessoas visitadas foram motivadas a acompanhar a Semana de Oração que iniciará no próximo sábado, 9 de julho. Nesta ocasião, haverá uma calorosa recepção para quem retornar ao convívio espiritual.

  Na região central de São Paulo, mais de 4,8 mil DVDs promocionais do Reencontro foram adquiridos e distribuídos para igrejas de 81 cidades. O programa será realizado em datas diferentes, atendendo a necessidades específicas de cada distrito pastoral.

Em alguns casos, o programa teve início na semana passada. Foi o que aconteceu com a igreja de Jardim Santa Lúcia, bairro localizado na região sudoeste de Campinas. No sábado dia 25 de junho, o templo frequentado por cerca de 120 adventistas participou de um encontro musical envolvendo congregações de todos os distritos pastorais. Um tempo mais tarde, neste mesmo dia, os jovens visitaram a casa de amigos afastados da Igreja para realizarem uma serenata especial. “O resultado de todo esse esforço é a transformação de vidas, pelo poder de Deus”, salientou o pastor Moisés Biondo, líder local.

  O esforço foi bastante comemorado no último sábado, quando Eduardo Aparecido Eugênio e Maria de Souza Oliveira foram batizados. Além deles, a noiva de Eduardo, Eliane Cardoso dos Santos, havia sido batizada no sábado anterior. Todos eles tiveram como característica o fato de terem se afastado da fé e retornado posteriormente para selar a aliança com Deus por meio de um novo batismo. “A pessoa batizada recebe perdão de todos os seus pecados”, disse o pastor Emmanuel Guimarães, secretário da Igreja Adventista para a região central de São Paulo.

veja também