Projeto leva brinquedos, material escolar e o amor de Cristo a crianças carentes

Projeto leva brinquedos, material escolar e o amor de Cristo a crianças carentes

Atualizado: Terça-feira, 17 Agosto de 2010 as 10:10

Segundo pesquisa realizada pelo Barna Group um em cada 8 americanos adulto é um ex-cristão, a maioria deles eram protestantes ou católicos quando criança e agora adultos relatam ser ateu, agnóstico ou professam qualquer outra fé. Somente 3% da população americana se tornou cristão quando adulto.

Os resultados são baseados em entrevistas telefónicas provenientes de uma amostra aleatória de 2.004 adultos em os E.U.A. As entrevistas foram realizadas no outono de 2008 e verão de 2009. Foi perguntado aos participantes qual era a sua fé da infância e sua fidelidade a fé atual.

A segunda pesquisa perguntou aos entrevistados se eles já tinham "mudado para uma fé diferente, ou alteraram significativamente suas visões de fé" ou se eles eram "a mesma fé hoje como o eram como uma criança."

Para as crianças que moram em países mais carentes, é rara a chance de ganharem novos brinquedos. Por isso, Kids Alive International enviou três diversos brinquedos para a República Dominicana. O contêiner chegou depois de um mês de preparação nos EUA.

Brian Veen, que foi missionário na República Dominicana desde 2009, disse que a doação incluiu 150 mesas, uma cadeira odontológica e material para equipar um consultório odontológico. Com essas carteiras, Kids Alive será capaz de equipar cinco novas salas de aula e educar 100 novos alunos.

Veen disse que eles encaminharam também 250 mochilas para o Haiti. “Muitas dessas crianças são refugiadas do recente terremoto”.

Ao oferecer a estas crianças uma chance de voltar à escola ou frequentá-la pela primeira vez, o trabalho pretende restaurar o senso de normalidade às suas vidas, que lhes dará mais chances de superar a pobreza e o impacto de suas comunidades no futuro.

Na verdade, Veen diz que o Kids Alive é voltado para ambos os países: "As crianças em nossos programas possuem todas as necessidades básicas: saúde, alimentação, educação. E, ao mesmo tempo, estamos ensinando a elas sobre o amor de Cristo em suas vidas. Finalmente, nós esperamos que essas crianças cresçam como membros adultos de sua própria comunidade, e que tenham a oportunidade de fazer o mesmo por crianças como eles”.

Fonte e foto: MNN/Redação CPADNews

veja também