Projeto 'Luz na Amazônia' completa 50 anos de atuação

Projeto 'Luz na Amazônia' completa 50 anos de atuação

Atualizado: Sexta-feira, 11 Maio de 2012 as 12:07

Criado pela Sociedade Bíblica da Paz (SBB) e voltado a populações ribeirinhas da Amazônia, o programa Luz na Amazônia comemora o cinquentenário em 2012.

A iniciativa social leva assistência médica, social e espiritual a comunidades que vivem em situação de extrema carência.

Projetos especialmente para navegar na Bacia Amazônica, o barco-ambulatório Luz na Amazônia III e o Barco da Bíblia Luz na Amazônia II possibilitam que as pessoas sejam alcançadas.

08 de dezembro de 1962 foi a viagem inaugural do Luz na Amazônia. Atualmente a SBB promove viagens periódicas a roteiros pré-determinados sendo, preferencialmente, mas comunidades mais isoladas.

“A atuação do programa Luz na Amazônia só pode ser devidamente compreendida e analisada se levado em conta o contexto geográfico e social em que se encontra. A região Amazônica é marcada por um contraste que evidencia uma área rica de recursos e uma população em sua maioria pobre. Essa extrema carência é revelada em situações como no baixo Índice de Desenvolvimento Humano (IDH), as altas taxas de mortalidade infantil e as mais baixas expectativas de vida”, ressalta o secretário regional da SBB em Belém, Acyr de Gerone Junior.

A ideia inicial do programa era ampliar a distribuição de Bíblias nesses locais, mas logo aumentou e passou a ser uma ação filantrópica.

O lavrador Lourenço da Silva Oliveira, de Igarapé de Genipaúba, município de Acará, é um exemplo de ribeirinhos que teve sua vida transformada pelo programa.“Para nós, o Luz na Amazônia significa uma luz de verdade. Meu primeiro contato com a Bíblia e o primeiro atendimento médico que eu tive foi por meio do programa. A Bíblia na vida de qualquer ser humano é tudo, ensina a viver uma vida nova. Hoje em dia já me sinto uma pessoa mais civilizada”. 
Também moradora de Igarapé de Genipaúba, Roselene de Oliveira Conceição lê diariamente a Bíblia recebida. “Hoje, tenho Deus no coração. Nunca vou esquecer que vocês salvaram a vida do meu filho. Vocês deram o tratamento, deram o remédio, me ensinaram como cuidar melhor dele no dia-a-dia. Levanto as mãos para o céu e agradeço por aquele dia”, relata. 

com informações da SBB

veja também