Projeto para cuidar de crianças carentes criado por pastor começa a vigorar

Projeto para cuidar de crianças carentes criado por pastor começa a vigorar

Atualizado: Sexta-feira, 2 Julho de 2010 as 4:43

O projeto Grão de Mostarda, que tem como objetivo tirar das ruas crianças em situação de risco com drogas e prostituição, começou a ser colocado em prática, ontem em Mato Grosso. A primeira de quatro unidades está no Bairro Maria Vindilina 2 e hoje começa a seleção para atender a 100 crianças com idade entre 7 e 14 anos.

O idealizador do projeto, pastor Reginaldo Martins, da Igreja Batista do Jardim Botânico, explicou que 100 crianças em situação de risco ou incluídas no contexto de prostituição e drogas serão selecionadas para participar de aulas de informática/marketing pessoal, inglês e música (instrumental e vocal) no período em que não estiverem na escola, diariamente. "O trabalho tem como objetivo tirar das ruas crianças em situação de risco e possibilitar um futuro diferente", explicou Martins.

Ao todo o projeto contempla quatro unidades iguais a que foi inaugurada nesta quarta. As demais serão implantadas no Bairro Boa Esperança, São Cristóvão e Habitar Brasil. A do Boa Esperança começa a ser construída em 05 de julho e, em cinco meses, deve ser inaugurada. Em menos de dois anos todas deverão estar em pleno funcionamento. Cada unidade tem um custo estimado de R$ 180 mil.

Uma avaliação sócio-econômica será o indicador da seleção das crianças que integrarão o projeto. O nome do projeto, Grão de Mostarda, foi escolhido porque é a menor semente de todas, mas quando cresce torna-se uma das maiores árvores. "As crianças são sementes que tem que ter contida nelas o grande potencial de se tornarem grandes líderes, pensadores, escritores, médicos, mas precisam de uma oportunidade real para desabrochar estas competências", detalhou Martins. O Grão de Mostarda Maria Vindilina será coordenado pela professora Aline Machado Vargas.

veja também