“Propósito é celebrar o nascimento de Jesus”, diz pastor sobre o Natal

Jonatas Cuppello, pastor da Primeira Igreja Batista em Coelho da Rocha (PIBCR), foi o entrevistado da live do Guiame.

fonte: Guiame

Atualizado: Quinta-feira, 24 Dezembro de 2020 as 12:27

Para esclarecer sobre as dúvidas e verdades bíblicas em torno das celebrações do Natal, o Pr. Jonatas Cuppello foi o entrevistado em live do Guiame referente ao tema, na tarde de terça-feira (22).

Pastor da Primeira Igreja Batista em Coelho da Rocha (PIBCR), em São João de Meriti, uma cidade do Rio de Janeiro, Jonatas trouxe sua opinião se o cristão deve ou não celebrar o Natal.

Para o pastor, a grande questão que faz muita gente questionar é em relação ao dia e mês do nascimento de Jesus, se teria sido em dezembro mesmo ou em outro período. “Em minha opinião é uma data simbólica. Quando nós olhamos a história, a partir do século 4, durante o Império Romano, o cristianismo já era a religião oficial”, lembra.

Ele diz que foi nesse contexto que “começamos a ver o surgimento e substituições de algumas coisas do passado”. Sobre isso, Jonatas aponta a polêmica com relação ao Natal, por ser questionada como uma festa pagã, já que seria a celebração ao deus Sol. “Como ela foi substituída, nós acreditamos que o povo começou a entender [que aquilo era] errado e a substituir [por uma celebração] certa”, diz.

“Independente se [o nascimento de Jesus] foi em março ou abril, como muitos acreditam, nós nos reunimos na cristandade para comemorar o nascimento de Jesus”, explica o pastor, justificando que outra data igualmente importante, como a Páscoa, também não existe comprovação, mas é comemorada.

Para ele, o que vale é a motivação e a intenção em se comemorar o evento.

“Datas são simbólicas. Eu creio que independente da questão, de uma data ou não, nosso propósito é celebrar o nascimento de Jesus e todo cristão precisa focar nisso”, afirma o pastor, que atua em parceria com a Missão Mãos Estendidas (MME), que atua na África.

veja também