Protestante assume presidência da Academia de Ciências do Vaticano

Protestante assume presidência da Academia de Ciências do Vaticano

Atualizado: Segunda-feira, 17 Janeiro de 2011 as 1:55

O Papa Bento XVI nomeou um não-católico, o prêmio Nobel Werner Arber, protestante suíço, como novo presidente da Academia Pontifical de Ciências. O anúncio oficial da Santa Sé aconteceu neste sábado. Trata-se de uma inovação na história da instituição, fundada em 1603.

Arber, 81 anos, geneticista e especialista em biologia molecular, sucede ao italiano Nicola Cabibbo, falecido em agosto passado.

O cientista suíço, mestre no 'Biozentrum da Universidade de Bâle', obteve o Prêmio Nobel de Medicina em 1978 pela descoberta da enzima de restrição - um mecanismo de defesa das bactérias contra agentes infecciosos - junto com os americanos Hamilton O. Smith e Daniel Nathans. É membro da Academia pontifical desde maio de 1981 e participa de seu conselho de direção.

Nos anos 1960, Arber também descobriu enzimas que permitem cortar o DNA, suporte do código genético, em locais precisos e em partes menores, tais como verdadeiras "tesouras moleculares".

Academia Pontifical de Ciências

Trinta cientistas que receberam o Nobel fazem parte da Academia Pontifical de Ciências, herdeira da Academia de Lyunx, fundada pelo príncipe mecenas Federico Cesi, promotor do telescópio de Galileu.

A instituição se interessa pela pesquisa científica fundamental e por problemas da ética, principalmente nas questões ambientais. Os 80 cientistas que a compõe são todos nomeados pelo papa.

veja também