PSD pode ganhar a adesão de parlamentares evangélicos

PSD pode ganhar a adesão de parlamentares evangélicos

Atualizado: Sexta-feira, 30 Setembro de 2011 as 9:33

Depois de ser aprovado pelo Tribunal Superior Eleitoral, o Partido Social Democrático (PSD) pode se tornar a quarta maior  bancada da Câmara, depois de PT, PMDB e PSDB.  O partido recém criado pelo atual prefeito da cidade de São Paulo, Gilberto Kassab, já conta com 50 deputados e dois senadores.

Agora o partido tentará adesão de parlamentares evangélicos, de acordo com Guilherme Campos (SP), líder do novo partido na Câmara, há muitos políticos religiosos interessados no PSD.

"A procura aumentou substancialmente. Muita gente que estava em dúvida, resolveu nos procurar", relata o líder.

Os evangélicos devem ter um espaço grande na nova legenda. Pelo menos cinco deputados ligados a igrejas negociam a adesão. Campos nega que o PSD vá desenvolver alguma ação específica para buscar o eleitorado evangélico, mas reconhece que a legenda pode se beneficiar da adesão desses parlamentares.

"Sem dúvida, [o evangélico] é um eleitor importante".

Entre os deputados evangélicos que podem mudar para o PSD estão o deputado Marcelo Aguiar (PSC-SP), cantor gospel ligado à Igreja Renascer, e Silas Câmara (PSC-AM), da Assembleia de Deus, além de Arolde de Oliveira (DEM-RJ), empresário do setor gospel. Heleno Silva (PRB-SE), da Igreja Universal, e o missionário José Olímpio (PP-SP), da Igreja Mundial do Poder de Deus, que assinou a ata de fundação do PSD.

Fonte e foto: Gospel Prime

Com informações OGlobo

veja também