PT entrará com ação contra PSDB por uso de verba pública em evento evangélico

PT entrará com ação contra PSDB por uso de verba pública em evento evangélico

Atualizado: Segunda-feira, 3 Maio de 2010 as 1:22

O presidente do PT, José Eduardo Dutra, afirmou nesta segunda-feira (03) que o partido deve entrar ainda hoje com uma representação contra o PSDB por uso de verba pública no encontro religioso que recebeu o pré-candidato tucano à Presidência, José Serra, como convidado de honra, em Santa Catarina.

Conforme revelado na edição desta segunda-feira da Folha , juntos, o governo de Santa Catarina e a Prefeitura de Camboriú (84 km de Florianópolis), ambos administrados por correligionários de Serra, destinaram R$ 540 mil para a realização do 28º Congresso Internacional de Missões --quase dois terços da verba usada pelo evento.

Para Dutra, o dinheiro usado na realização do evento é "dinheiro público desviado de suas funções, portanto irregular". "Encomendamos um advogado para tratar da questão", disse.

Questionado sobre se a representação poderia ser uma faca de dois gumes diante do patrocínio de estatais federais nos eventos de 1º de Maio na capital paulista --onde compareceram o presidente Lula com a pré-candidata petista, Dilma Rousseff--, Dutra disse que a diferença é que, no caso de São Paulo, o dinheiro usado era de patrocínio.

"O evento da CUT foi pago com propaganda de estatais que sempre fizeram, sempre mandaram dinheiro de patrocínio. No caso de SC é claramente dinheiro público, de orçamento", disse.

Outro lado

Por meio de sua assessoria, o PSDB afirmou que vai esperar o PT entrar com a representação oficialmente para se manifestar a respeito.

Por: Tai Nalon

veja também